terça-feira, 23 de agosto de 2011

Você conhece "BEIJO INDIRETO"!?


  Ao caro leitor

  Quando eu vim ao Brasil pela primeira vez, um dos hábitos que me surpreendeu foi BEIJO bem quente nas ruas durante dia....

  Quando eu morava no Japão, eu nunca tinha visto casal beijando na rua. Portanto, BEIJO quente nas ruas era bem picante demais para mim.

  Aliás, eu pensei o seguinte.

  Como é que pode fazer isso em público durante dia????? 


  Com o passar do tempo, eu vim acostumando com beijinhos entre casais nas ruas. Mesmo assim, não tenho como aceitar BEIJOS quentes nas ruas, pois eu acho que isso deveria ser realizado em casa ou um lugar fechado.

  Aliás, há até brasileiros e brasileiras que competem sobre quantos beijos conseguiram fazer numa noite só numa danceteria como se fosse uma brincadeira.....

  Isso me faz pensar que o valor de um beijo é nada mais nada menos do que um cumprimento como “oi” aqui no Brasil.

  Beijo está à venda por preço de Banana aqui, o que é inacreditável para um japonês como eu.

  Para japonês comum, Beijo é uma coisa bem sagrada, um fruto de bons relacionamentos à longo prazo e último e melhor meio para demonstrar  seu sentimento ao seu companheiro.

  Será que eu sou uma pessoa bem desatualizada ou da outra época???

  Mesmo que seja, acredito que ainda há muitos japoneses que pensam como eu.

  De qualquer maneira, o valor de um beijo no Brasil é muitíssimo barato do que o valor de um beijo no Japão.

  Não tenho como negar isso.

  Aliás, como o beijo real é tão sagrado que acaba tendo “BEIJO INDIRETO” no Japão. Você dá para imaginar como é “BEIJO INDIRETO”?

  Quem gosta de anime deve ter assistido isso em algum episódio.

  “BEIJO INDIRETO” é um beijo através de um objeto.

  ??????

  Por exemplo, uma menina A toma suco usando um canudo e um menino B toma suco usando mesmo canudo. Como B vai tomar suco tocando a parte que A tocou, a gente considera isso como “BEIJO INDIERETO”.

  Achou estranho??? É uma mania de japonês???

  Pois é. Como eu já acostumei com hábito brasileiro, eu acho estranho também.

  Contudo, não é tão estranho ,se ler a seguinte explicação.

  Como você sabe, os japoneses usam palito ( Hashi ) na refeição. Quando eles compartilham algum prato específico, eles viram a posição do Hashi de cabeça para baixo e pegam a quantidade que querem comer para o seu prato com Hashi virado.

  Eles fazem isso como uma educação para que não use a parte do Hashi que tem sua saliva.

  Compartilhar a saliva é um ato entre as pessoas bem íntimas.

  Portanto, se algum menino ou menina deixar fazer “BEIJOS INDIRETOS”, pode ser um sinal de que ele ou ela tem segunda intenção.

  Mesmo com essa explicação, ainda continua achando estranho???   Hahaha

  Entretanto, é assim mesmo.

  Enfim, o japonês é um povo que valoriza mais sentimento do que contato físico, enquanto o brasileiro é um povo que valoriza mais contato físico do que sentimento.

  Não estou dizendo que brasileiro não tem sentimento no relacionamento. Claro que tem.

  De qualquer maneira, um ato sem sentimento não vale para nada, ne?

  Eu prefiro o abraço ao beijo, pois posso abraçar qualquer pessoa independente do sexo.

  Sim. Adoro “Aquele abraço” do brasileiro......do Gilberto Gil

  ABRAÇO aos todos os leitores!!

Comentários
25 Comentários

25 comentários:

mimi disse...

Eu acho muito bonito essa valorização do primeiro beijo, aqui eu sofri muito no tempo do colégio, pois quem nunca tinha beijado era considerado bobo... até que resolvi dizer q tinha beijado, era mentira mas largaram do meu pé, hoje em dia está muito pior, pois até o sexo se banalizou, não sou nenhuma puritana e já fiz tudo o que queria, mas não há melhor coisa do que beijar ou transar por amor. Essa coisa de ficar cada dia com um é divertido sim e tem seu lado bom , até o momento em que se quer alguém só para si...

Anônimo disse...

eu tenho uma teoria que por viverem um um pais quente somos mais liberais e porem isso nos tornou mais malicioso porem tudo ficou tao malicioso que virou banal, ja o japones e o oposto o que e facil de notar com relação a banhos publicos(lembrando de outra materia) que o japones não tem problema pois e so um banho enquanto para brasil e outros pais da america e europa a malicia fez que nos vissemos o mundo mais sujo e com malicia onde tem.

yukipoa disse...

Obrigado pelos comentários.
Acredito que o clima influencia no comportamento das pessoas.
Porém, americanos que vivem sob a clima fria também beijam nas ruas,não é?
Ou seja, essa teoria da clima perde justificativa.
;)

Liziane Zimmer disse...

Olá Takeuchi san!

Esse é um ótimo assunto para um debate! Sabe eu aprendi muito sobre esse assunto lendo mangás. As demonstrações de afeto (beijo e abraço) entre os japoneses é algo muito,mas muito íntimo mesmo, e não é tomado levianamente. No começo eu estranhava muito isso, mas agora já me acostumei.Mas sabe que, mesmo alguns brasileiros se incomodam com demosntrações públicas de afeto muito ostensivas. Como o Brasil é miscigenado, dependendo das etnias que compõe a história familiar de uma pessoa ela pode ser mais ou menos afetiva. É assim com os descendentes de japoneses e alemães aqui no Brasil. Conheço alguns descendentes de japoneses meus amigos que não gostam de beijos e abraços em público, mesmo de amigos. O meu avô e também o meu pai que são descendentes de alemães também não gostam. Quem sofre com isso sou eu, que sou muito afetiva e gosto de demonstrar meu carinho pelas pessoas que são importantes para mim dessa maneira. Mas mesmo assim eu me sinto incomodada quando vejo no ônibus ou na rua casais se beijando de forma ostensiva. Ás vezes eles ficam parados abraçados com o homem abraçando o bumbum da namorada, e ver isso me incomoda também.
Eu também não deixo qualquer pessoa me beijar na boca, mesmo em festas, eu acho isso inconveniente. Mas eu não acho que isso tem a ver com o clima do Brasil, eu não sei explicar de onde vem essa afetividade toda, mas acho que o meu exemplo serve para mostrar que nem todos os brasileiros gostram de demonstrações de afeto em público.

Mafuusu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Matheus Geruntho disse...

Você tem toda razão Yukipoa, o beijo aqui no brasil não é valorizado, eu que sou brasileiro percebo isso! imagina um estrangeiro.
mas tambem não devemos generalizar por que tem muita gente aqui no brasil como eu que sabe que beijo deve ser respeitado, como também no japão deve ter quem não de valor, acontece que no japão faz parte da cultura já, ser assim respeitar.
e aqui no brsil faz parte da cultura não respeitar tanto.
mas salve as exceções! :)

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário,Matheus!
O respeito é indispensável em qualquer relacionamento,ne?
Portato, beijo também tem que ser respeitado.
;)

Julia-Sama disse...

Tenho orgulho de ser careta nesse quesito! talvez tenha sido muito anime, mas eu realmente tenho vergonha de demonstrações publicas de "tanto afeto"!

Quando troquei de colégio senti um grande choque: no meu colégio atual, os alunos costumam muito abraçar-se uns aos outros o tempo todo. Até agora, ainda sou meio isolada mas estou me acostumando u.u

Daniel disse...

Bom quanto ao beijo na boca em publico entre namorados eu acho bem legal, é uma demonstração de afeto e a gente mostra a todos que amamos aquela pessoa. Acho que não precisa super-valorizar ao ponto de ter que beijar a namorada só em casa, como já houve uma época no mundo ocidental que já foi assim. Lembram os anos 50, era desta forma, quando alguém se beijava em publico já gerava os cochichos, as mulheres tapavam os seus rostos e os das crianças e falavam "que pouca vergonha", inclusive o namoro era só no sofá, assistido pelos pais da garota. Acredito que ali pelos anos 80 e inicio de 90 estava de uma forma nem muito "proibido" e nem tão banalizado como nessa ultima década. Outra coisa que eu noto que esta gratuito é a frase "eu te amo ". Na minha geração (nasci em 75) a gente dava valor a isso. Dizer que amava uma pessoa era pq amava mesmo, me lembro que no ínicio dos namoros, a gente sempre se continha e só dizia "eu te adoro" e depois é que virava o "eu te amo", mas agora se diz isso a torto e direito e sem valor algum. Mas em minha opinião nem o Japão e nem o Brasil tem a medida certa dessas coisas. O Japão é contido demais, o sentimento não sai e é reprimido. Aqui no Brasil, o sentimento é barato ou até gratuíto. O meio-termo dessas duas culturas iria dar algo melhor.

美っちゃん disse...

"Aquele abraço" acho que não é do Gilberto Gil. Você (ou senhor) deve estar se referindo ao RAUL Gil, certo?

美っちゃん disse...

おそれいりました。Não pesquisei antes de postar. Essa música é do Gilberto Gil, de 1969. Como pode conhecer essa música tão velha? hahaha

Bruno Roxo disse...

Há muitos japoneses em São Paulo, tanto que São paulo é o lugar que mais há japoneses tirando o Japão, mesmo os niseis ou sansei beijam em público, parece que já se acostumaram com a cultura daqui, conheço nihonjins que fazem o mesmo, mas aqui em si, não é de costume ficar namorando no meio da rua, mas somos acostumados a nos cumprimentarmos dando beijo no rosto. [claro, mulher com mulher, homem com mulher]

Bruno Roxo disse...

Tanto que minha namorada nasceu no japão, ela é de Gunma-Ken, já nos beijamos em público, mas ela é bem tímida quanto a isso, embora eu seja brasileiro, minha família é de origem alemã, não somos acostumados a abraços e coisas do tipo, então não acho muito legal manifestações desse tipo em público, mas isso vai de cada um pra cada um.

Maicon disse...

gostamos de mostrar nossos sentimentos através do toque. os japoneses para mim parecem um povo muito frio.

Vanessa disse...

Eu acho ridículo e inconveniente dar um beijo mais quente em público. Até porque embaraça outras pessoas, é mal exemplo para as crianças, e perturba os mais velhos.

Deve ser por isso que aqui no Brasil é difícil namorar, sensei, veja a lógica: porque o rapaz vai namorar, se já se aproveitou da menina? Antes mesmo de conhecê-la, já deu um beijão! já extraiu dela o que queria, então não precisa mais se esforçar para conquistá-la.

Eu costumo dizer que nasci na época errada. Amo coisas que já se perderam.

Não é mais bonito, conquistar, apaixonar-se, viver o amor?

ੴנ凹ੴ disse...

Eu heim!!! Beijo indireto é estranho se eu pensar dessa forma toda vez que compartilho algo com meus amigos estou beijando-os indiretamente? É estranho. As vezes acho que os japoneses são esquisitos (brinks)...

SeroReviews disse...

Ah, como japoneses sabem das coisas... realmente beijar, abraçar e etc. ficam melhor pra pessoas que REALMENTE queremos demonstrar algo. É tão ruim viver numa sociedade onde tudo tá tão banalizado. Ainda assim, continuo preferindo o amor e demonstrações verdadeiras, em vez de ser como a sociedade prefere.

COP Produções disse...

isso faz vc perde o BV

Anônimo disse...

OI, Eu concordo... reservo meu beijo para pessoas especiais para mim... mas não acredito que seja uma prática para todos... e os respeito. Venho aqui defendê-los... nosso clima é bem mais quente... e os hormônios se agitam... Não podemos comparar ao clima de outros países... logo o desejo e toque é bem mais intenso que num pais que na maior parte do tempo é puro frio. Os corpos quase sempre tapados. No caso nos países quentes saõ diferentes... e que delicia correr nu com seu amado e fazer amor rolando na areia e no mar. Por que aqui é calor... e nosso corpo reage diferente... e nossas raizes indigenas e africanas onde o corpo sempre descoberto mostram a naturalidade do ato... sem tabus...O povo japonês tem um modo de viver... não podemos impor o mesmo modo, ao povo que agora vivemos e compartilhamos da mesma terra...Acredito nesta premissa" Em Roma fala-se como os romanos."... Não precisamos ser romanos... mas falar ou tentar entendermos a mesma linguagem... COEXIST... respeitar a forma de ser... sem se modificar... fique como és... vamos gostar... tente nos entender... vamos amar... mas não tente nos modificar... isso é uma ofensa... assim como tocar na saliva dos palitos... Estamos em casa...não abra nossa geladeira sem a nossa autorização... Eu irei visitar a sua terra Natal... e lá... tentarei entender... mas não vou modificar ninguém... nem julgá-los. COEXIST... e... um beijinho para você ... aqueles virtuais... e indiretos... sem dizer que pretendo nada... apenas fechar carinhosamente meu comentário. ^^ Sim eu acredito que o beijo é algo muito forte... tanto quanto o ato sexual... resrvado a lugares íntimos. Mas eu sou diferente...da maioria... Obrigada pelo belo texto. Tchau... Fátimaz

nino disse...

eu já vi isso de "beijo indireto" em anime uma três vezes!
o último que eu assisti, o personagem ficava procurando na xícara de chá onde o colega havia colocado a boca, para evitar um beijo indireto.

sobre achar picante demais beijos nas ruas, eu nasci no Brasil e também acho exagerado beijo muito exagerado e que essas pessoas não deveriam fazer isso em público, mas isso vai da educação de cada um.

Jose Neto Rider Storm disse...

eu vi isso em um episodio de um tokusatu mais especificamente Kamen Rider W não entendi direito lendo isso agora deu para entender acho bem interessante essa mania japonesa eles valorizam mesmo o primeiro beijo e como você falou em um post sobre kyabakura brasileiros são mais desinibidos e pelo que eu percebo pelo menos nos animes e pelo que eu li japoneses são bem timidos com mulheres

Naty disse...

eu acho mega kawaii beijos inderetos e quando eu bebi do mesmo canudo do menino que eu gosto de flutuei :3 sou estranha ? sei la eu amoo as manias japonesas é mais a minha cara (eu não saio beijando qualquer um)

Felipe garcez disse...

Já vi isso em vários animes, num anime uma menina bebeu um refrigerante de lata, ai foi um menino e sem querer pegou o refri dela e bebeu pois o dele estava do lado ai ele pegou o refri errado, ai a menina pensou, eu beijei o..(esqueci o nome do personagem), enfim, minha reação foi essa:

http://imageshack.us/a/img94/2439/nepd.jpg

kurtvanhalen disse...

Colocaria simplesmente uma questão de cultura.

O Japão tem uma história milenar e mesmo após a modernização ainda manteve os valores culturais tradicionais.

Já o ocidente como um todo teve uma herança cultural que passou a ser questionada - gerando um movimento de contracultura.

Esse movimento meio que fez as pessoas colocarem os hábitos culturais tradicionais como algo secundário ou opcional. Se vc pegar nos anos 50 ou 60 no Brasil, isso era considerado indecente e imoral. Nos EUA até os Baby Boomers (pós Segunda Guerra) também. Mas dpois veio a geração mais "sexo livre" e a necessidade de querer "chocar" e hoje é meio que normal as pessoas se beijando na rua tanto nos EUA qnt no Brasil (e no ocidente como um todo).

O Japão ainda mantem muito do que era tradicional aparentemente.

Anônimo disse...

Bom eu concordo com vocês o beijo deveria mesmo ser valorizado eu também fico muito incomodada quando vejo pessoas se beijando em publico e olha que sou desendente de alemão;acho que e de tanto anime ou não sou bem tímida também acho que depende da pessoa certo������ obrigada yukipoa eu queria muito ir ao Japão deve ser bem legal

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics