quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Brasileiros gostam de " DEUS"!?


  Ao caro leitor

  A : Você vai para a festa no sábado?
  B : Sim. Se Deus quiser....


  Como eu sou japonês, tenho certa resistência para este tipo de resposta.

  Se eu fosse A neste diálogo, eu perguntaria o seguinte.

  Se Deus não quiser..... ( você não viria???)


  Esta resposta acima do B me dá impressão de que a ida do B para a festa no sábado não depende da decisão dele. Ou seja, ele não quer assumir compromisso de ir à festa. Caso ele não for, até parece que ele queria dar culpa ao Deus.

  Será que eu estou enganado???

  Que seja, eu acho muitas expressões que usam palavra “Deus” em português.

Meu Deus!?
Deus me livre!!
Graças a Deus.
Deus o abençõe.
Vá com Deus.
Fique com Deus.
Deus lhe pague.
Pelo amor de Deus.

  Bah! Quantas expressões, ne!!

  Porque será??

  Segundo Wikipédia, 73,57 % da população do Brasil é católico e 15,41 % é protestante.

  Contudo, eu não acho o povo brasileiro muito religioso. Não conheço nenhum brasileiro que tem costume de ir à missa todos os domingos.

  Quando eu era estudante, eu fiz HOME STAY ( pousar numa casa da uma família comum) tanto nos Estados Unidos quanto na Austrália.

  Tanto a família americana quanto a família australiana fizeram orações antes das refeições e me levaram às igrejas nos domingos.  Com esta experiência particular, eu acho que eles são muito mais religiosos do que nós.

  O povo brasileiro é igual ao japonês.

  Apesar de que grande maioria do povo japonês é budista e xintoísta, eles são “budista” e “xintoísta”. Ou seja, eles nem vão ao templo com frequência e nem sabem os ensinamentos das duas religiões infelizmente.

  De qualquer maneira, eu não acho muitas expressões que usam “Deus” na língua japonesa.

  Bom. Para eu me virar mais brasileiro, preciso aprender a usar essas expressões.

  Portanto, quando eu peço aos meus alunos que não fazem tarefa em casa, eu costumo falar o seguinte para eles.

  “Faça a tarefa em casa.....pelo amor de DEUS!!”

  Dá para imaginar o resultado?


  Só Deus que sabe............



Comentários
23 Comentários

23 comentários:

Anônimo disse...

o brasileiro tem problemas com a palavra compromisso, o que atrapalha nos comprimento da fé, porem isso não quer dizer que eles não se importão(apesar da palavra de Deus dizer que devemos ir para comunhão como os irmãos e para nos fortalecer na Fé e conhecimento na palavra), e um detalhe brasileiro são extremamente protetores de Deus, se alguem fala algo que não os agrade isso causara uma revolta ou raiva muito grande na pessoa, o que e normal porem brasileiros demonstram o que sentem, então esses assuntos são delicados porem achei que você abordou de forma respeitosa mais evite usar o "Bah" quando falar algo do genero, sei que não é facil rsrs porem e um conselho para vida toda pois o brasileiro confia e protege em Deus então que Deus te guie :)

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
Eu acho que acreditar numa religião é muito bom independente da religião.
Porém, como há algumas diferenças no ensinamento, é melhor evitar sobre detalhe,pois o debate nunca terminaria bem.
;)

Anônimo disse...

Quando alguém diz "sim, irei a festa, se Deus quiser", ela está se referindo ao fato de que ela vai a festa, a não ser que "Deus" tire a vida dela (que ela morra), não significa que não é uma decisão dela, nem que ela pressentiu que vá morrer ou algo do tipo, é simplesmente um modo de complementar a frase. O brasileiro realmente não é um povo muito religioso, mas é um povo tradicionalmente (no passado era) religioso, hoje, eles (em sua maioria) somente acreditam em Deus, pois eles não sabem (e não querem saber) tanto sobre a religião que seguem, alguns só dizem seguir determinada religião. De qualquer forma, são apenas locuções interjetivas que foram trazidas de nosso passado religioso, mesmo um ateu brasileiro pode falar essas expressões.

Anônimo disse...

Vou explicar algumas expressões, só pra deixar bem claro que algumas não tem tanto a ver com Deus.
Vá com Deus = vá com segurança.
Pelo amor de Deus = por favor com mais intensidade.
Deus lhe pague = significa dizer que a pessoa não tem como lhe pagar, ou ache que não tem o suficiente pra lhe pagar, mas ainda assim espera que você seja retribuído de alguma forma, não por ela, porque essa pessoa não tem como lhe pagar. Talvez essa última tenha mais a ver com Deus mesmo

yukipoa disse...

Agradeço pelas explicações.
A explicação é mais ou menos o que eu imaginava.
O que é interessante nas expressões é o fato que usa "DEUS" na expressões trivial.
Isso não acontece com expressões na língua japonesa.
Entretanto,há provérbios em que usa "Buda" por exemplo.
Hotokeno Kao mo Sando made.
Significaria o seguinte.
Mesmo que seja Buda ( considerado pessoa bem torelante ), só perdoaria até 3 vezes.
;)

miriannosekai disse...

Gostei da explicação do anonimo ai de cima. Nunca havia pensado sobre o significado de cada expressão. =D

Yukipoa-sensei, debates sobre religião somente gera briga caso comecem a falar mal e criticar a religião alheia. Se falar mal da religião evangélica, a qual sou praticante, é lógico que eu vou me defender.

Ps: Yukipoa-sensei, você podia criar um post para que os leitores possam falar criticar você e seu blog, pois tenho que deixar registrado que eu vou te processar por estar me deixando viciada no seu blog. =D
Blog tudo de bom esse. MEU DEUS!!!

Amanhã estarei aqui novamente alimentando esse gostoso e prazeroso vício que é ler seu blog. Beijos.

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário,Miriam.
Eu procuro escrever post que interessaria brasileiros.
A graça deste blog seria fazer leitores brasileiros refletirem sobre algum tema conhecendo uma visão de japonês.
:)

miriannosekai disse...

Mas seu blog é BOOOOMMMMMM DE MAIS, Yukipoa-sensei. Todos os seu posts terminam sempre com um gostinho de "Quero mais!" Passo horas aqui lendo, e nunca me canso.

TUDO DE BOM!!!!! ♥ ♥ ♥

Liziane Zimmer disse...

Olá Takeuchi-san

Outro assunto interessante...Eu não sou católica, nem mesmo cristã, e uso algumas das frases que você usou como exemplo mais como força de expressão. Eu pensei por um tempo sobre essas expressões em comparação com as que os japoneses usam. Por exemplo, quando alguém sai de casa (para ir ao trabalho ou para a escola) os japoneses dizem "Itterashai" para a pessoa que está saindo. No Brasil as pessoas costumam dizer "Vai co Deus" que quer expressar mais ou menos "Vá com segurança".
Você poderia falar um pouco sobre essas expressões?

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário,Liziane!
Itterashai é exatamente o que você traduziu.
Seria no sentido de "Vai com Deus".
Só que se traduzir ao pé da letra, seria "Vai e volta".
Ou seja, quem fica na casa deseja que ele saí de casa e volta para casa sem nenhum problema.
;)

Rafael M. disse...

Acho que é força de expressão mesmo. Eu raramente falo alguma dessas frases, e quando o faço, é sem querer. Conheço outros ateus que falam essas frases naturalmente.

Julia-Sama disse...

Parando pra pensar agora, pior que é mesmo! falamos isso mesmo... credo...

A juventude brasileira não é tão religiosa, e quando digo juventude, falo dos ultimos 30 anos...

As estatisticas dizem que a maioria brasileira é católica, mas não divide entre cristãos e evangelicos né? creio que saiba a diferença. Enfim, a maioria dos brasileiros leva a religião numa boa, afirma acreditar em deus mas não segue a religião com fervor. E quem segue, é crente!

No fim, "Meu Deus" virou uma simples expressao, que se não fosse pela palavra Deus, ninguem saberia de onde veio.

por ultimo, um comentario sobre sua frase:

Bah! Quantas expressões, ne!!

Tah ficando gaucho, ein Tche?

Nairrr disse...

Parabéns pelo blog! Muito interessante a perspectiva da cultura brasileira sobre o ponto de vista nipônico, vou passar a ler mais o seu blog!

Então, quanto à essa mania de chamar por Deus, é uma mania estranha, de fato. E o povo é muito mais religioso do que parece.
Acontece que aqui no Brasil há muitos outros veículos para se rezar além de frequentar a igreja. Como assim: Minha mãe, por exemplo, é estritamente católica e não vai há anos em uma igreja. Mas todas as manhãs ela ouve a rádio católica dela, tem vários cds e faz suas rezas todas as noites, antes de dormir, para agradecer pelo dia e para pedir por mais um dia.

Acontece que há tantos veículos que mostram muita coisa sobre a religião e os brasileiros são distantes um do outro. Conheço muitas pessoas que pararam de frequentar a igreja porque não acreditam mais no ambiente depois de tantos causos, e preferem ficar em casa e fazer suas oferendas e orações dentro de casa mesmo. Na hora de doar, levam as coisas à igrejas ou centros carentes (nisso te digo que o brasileiro é bom... é só colocar uma criancinha triste e fazer uma propaganda que o povo corre pra ajudar!).

É só uma cultura diferente. Aqui teve muitos casos de igrejas roubando ou fazendo coisas erradas, infelizmente; e por isso muitas pessoas abandonaram seus templos e construíram os seus em casa.

Mas essa nova geração criada no multiculturalismo vai quebrar bastante! Vejo muitas pessoas que escolheram acreditar no budismo, no catolicismo, no evangelismo, na cultura protestante, até práticas hippies de neobruxaria está crescendo muito!

É um campo muito vasto e muito interno aqui no Brasil. As pessoas não falam sobre religião porque sabe que isso pode ofender, também.

A cultura que eu vivi, particularmente, me ensinou que eu posso acreditar no que eu quiser, contanto que eu não seja uma má pessoa e colabore para o crescimento humano. Muitas pessoas pensam assim também. :)

Espero poder colaborar com o blog com comentários que valham a pena! Parabéns mais uma vez!

Fernando A. Castor Rodrigues disse...

Relembrando o que o colega falou no início o termo mais apropriado é locuções interjeitivas, ou até mesmo interjeições propriamente ditas, já que algumas delas não possuem significados.

"Meu Deus!
Nossa Senhora! ou Nossa! (sua forma mais contraída)
Ave Maria!
Santo Deus!"

Eu mesmo, que não sou religioso, apesar de simpatizar com a "filosofia operacional" da Igreja Messiânica, uso as expressões diversas vezes.

Anônimo disse...

神のみぞ知る não tem sentido de "o futuro a Deus pertence"?

神のみそ汁 é シャレ、ハハハ。

Anônimo disse...

Atualmente estudo japones e acho um idioma bem complexo e interessante.
Quando vc tiver tempo,sera que poderia escrever em japones tambem? Assim eu poderia fazer comparacoes entre as expressoes usadas.Acho as suas duvidas muito interessantes e se de repente vc se sentiu ofendido com alguns comentarios nos desculpe mas eh que somos extremamente espontaneos.

Anônimo disse...

Alguns brasileiros sim usas essas expressoes,mas acho que vc ESCRITOR está errado. Vc não pode de maneira nenhuma nos criticar desse jeito. Não gostei deta atitude, ok. Respeite, E TEM MUITOS QUE VÃO SEMPRE PARA A CASA DO SENHOR.

Fique com Deus, me desculpe se fui radical. Respeite.

押田 ~龙 disse...

O que eu não gosto em alguns brasileiros e a pouca tolerância e essa mania de histeria quando se fala em religião poderia ser mais educado mesmo que não concorde... Enfim realmente hehe eu perguntei a alguns japoneses sobre isso e muitos são que nem os brasileiros nascem batizados shinto, morrem budistas e não necessariamente praticam a não ser os mais velhos .
Eu fui batizada em casa não na igreja minha mãe se dizia católica, mas n era praticante e foi influenciada pelos parentes me deu uma ótima educação e de muito respeito ao próximo e me deu a escolha de não impor esse tipo de coisa p ela religião e como algo muito pessoal que não se pode impor como fazem muitas vezes. Eu fui estudando e a medida que estudo tudo faz sentido e ao mesmo tempo não faz e a historia da religião na humanidade e tao triste quanto a historia das cagadas em si a principio a intenção era boa, mas no decorrer sempre tem aproveitadores. Espero n ter ofendido ninguém falando isso(pq sempre tem um histérico)hehe

Duli disse...

Eu digo que sou católica mas vou a igreja tipo... uma vez por mês, mas os meus pais são bem praticantes, eles dizem (católicos)que quando você peca e não sabe Deus perdoa mais facilmente, como uma criança que não tem conciencia que esta fazendo algo de errado. Perguntei pra eles sobre os japoneses que são budistas, eles responderam que é a mesma coisa, eles não conhecem cristo, então eles erram como uma criança, a partir do dia que tu conhecer a cristo, a palavra dele, ai você conhece a verdade e não pode mais fechar os olhos... é interessante né

nino disse...

olá!

achei bastante interessante o post, eu mesmo não tinha notado nem prestado muita atenção sobre falar tanto sobre Deus.

eu sei que meu avô me contava que na época em que ele era criança, a maior parte dos brasileiros iam na missa todos os domingos, inclusive, a missa era rezada em latim. claro que ninguém entendia nada, só o padre entendia.

Mika disse...

Eu acredito no seguinte: Sim pra mim Deus existe sim,mas minhas decisões não dependem dele, ele me mostra o caminho certo, seguir ou não já é uma opção minha, mas não é porque eu segui o caminho que eu escolhi não o que Deus escolheu, que quer dizer que ele não goste mais de mim nem nada do gênero.(No anime Naruto bem no começo, quando tem a prova chunnin sabe, na luta do Neji e do Naruto, eu fiquei bolada do mesmo jeito do Naruto por causa daquilo que Neji falou "esse é o meu destino", na boa, eu não acredito em destino por que como eu disse acima Deus me mostra dois caminhos completamente diferentes seguir o certo sim ou não é uma opção minha não acha?!

Anônimo disse...

Que mania babaca de discutir religião desnecessariamente. Se vocês acreditam em Deus: que bom! Se não: que bom também!, mas guardem isso pra vocês e deixem esse blog tão bacana em paz, longe dessas discursões de gente egoísta que está tão preocupada parecer certo que picha tudo com esses sermões que ninguém pediu. Guardem para vocês e sejam felizes!

Sascha disse...

Essa questão de deus no Brasil é complicada pois os colonizadores no passado eram portuguêses muito religiosos, e boa parte dos imigrantes eram padres que vinha destruir a cultura indígena e substituí-la pela cristã. com o tempo o cristianismo ficou ligado a nossa arte, literatura, música, etc... por isso quando um brasileiro fala alguma das expreções que você mencionou é provável que não esteja pensando em deus, devido a profundidade cultural que isso atingiu a linguagem brasileira. por isso no Brasil é até possível ouvir um ateu dizendo frases contraditórias como "meu deus! esse negócio de cristianismo é uma enganação"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics