sexta-feira, 24 de junho de 2011

Existe estrangerismo no Japão? ?

  
  Aos caros leitores

  Eu já li alguns textos sobre estrangerismo aqui no Brasil, nos quais a maioria dos autores sempre lamentava a respeito.

  Sim. Existe muitas palavras oriundos de inglês dentro de português. 

  No entanto, nem se compara a situação no Brasil com a situação de estrangerismo no Japão.
    
  Seja bom, seja ruim, há inúmeras palavras oriundos de inglês na língua japonesa.

  Aliás,a língua japonesa sempre foi uma língua bastante preparada para receber vocabulários novos das outras línguas e continua sendo.

  Só para vocês terem uma ideia, os japoneses importaram Kanji (ideogramas) da China no século 5 e inventaram letras novas tais como Hiragana (letras fonéticas) e Katakana (letras fonéticas) baseado em Kanjis no século 8.

  Como as pessoas que gostam da cultura japonesa sabem, Katakana serve para escrever palavras cujas origens são do exterior. Ou seja, com Katakana, os japoneses podem escrever quaisquer palavras do exterior sem nenhum problema.

  É um sistema de escrita bem eficaz, o que ajuda a incentivar mais o estrangerismo na língua japonesa. No entanto, ao mesmo tempo, pode-se dizer também que japonês é uma língua flexível, na qual pode aceitar coisas novas de fora do pais.

  A língua é viva por natureza e vai desenvolvendo ao longo da história,independentemente da importação das palavras estrangeiras. No entanto, acho que não é bom importar quaisquer palavras da outra língua de uma vez, em grande escala.

  Quando eu estudava na universidade no Japão, tinham alguns professores que davam aulas usando muitos termos oriundo de inglês, apesar de poder se expressar as mesmas coisas com palavras japonesas. Eu não entendia nada do que eles estavam me explicando.

  Acredito que eles queriam mostar como eles são inteligentes e bem informados sobre assuntos. No entanto, a maioria dos meus colegas também não estavam compreendendo.

  O que adianta dar aula usando termos que ninguem entende? O trabalho principal do professor não era fazer os estudantes entenderem os materiais difícis com explicações claras por acaso?

  Falando nisso, como os documentos oficiais publicados pelas orgãos públicas ficaram repletos de termos oriundos de inglês, o público comum que queria lê-los nem conseguia entender o que estava escrito.

  Portanto, o governo japonês mandou substituir alguns termos pelas palavras japonesas com o objetivo de deixar os textos mais entendíveis. Graças a esta mudança de política a respeito de escrita, os documentos ficaram mais fácil de entender....

  Vou lhes dar alguns exemplos.

  Sexual harassment

  Um termo que se popularizou em 1989.

Como era um termo que não existia, esta palavra foi introduzida sem traduzir para japonês, com bastante explicação na época. Como este termo foi utilizado intensamente pela mídia, foi reconhecendo pelo povo japonês junto com siginifiado em pouco tempo.

O que eu achei engraçado foi o fato de que este termo foi utilzado pelas imprensas junto com a tradução em japonês entre aspas, com a intenção de transmitir a idéia correta para leitores, principalmente no início e e essa tradução soou bastante estranho.

Pelo jeito, o mesmo aconteceu em português. Acho que assédio sexual não é boa tradução na minha opinião.

Compliance

Um termo que se popularizou nos últimos anos, exigida pela sociedade.

Segundo Wikipedia, compliance é o conjunto de disciplinas para fazer cumprir as normas legais e regulamentares, as políticas e as diretrizes estabelecidas para o negócio e para as atividades da instituição ou empresa, bem como evitar, detectar e tratar qualquer desvio ou inconformidade que possa ocorrer.

Pessoa comum não vai saber disso nem tem necessidade.Quantos japoneses sabem o siginficado?

Manifesto

Um termo que se popularizou nos últimos anos.

Segundo Wikipedia, manifesto é uma declaração pública de princípios e intenções, que objetiva alertar um problema ou fazer a denúncia pública de um problema que está ocorrendo, normalmente de cunho político.

Diferente dos primeiros dois termos citados acima, já existia conceito e vocabulário para siginificar o mesmo em japonês.

Então,para que precisa utilizar inglês? ? ? Os políticos estão querendo enganar os povos japoneses usando termos novos? ? ?

Durante a segunda guerra mundial,o governo japonês proibiu os usos das palavras inglesas.

Na época precisava utilizar só japonês.Porque inglês era uma língua do inimigo. Então, todos os termos ingleses usados em Basebol, foram traduzidos para japonês, o que estragou toda clima de Basebol e ficou horrível.

Não estou lhes dizendo que sou contra estrangerismo. O que eu quero dizer é que sempre precisamos escolher as palavras com bom senso para deixar nossa língua mais sofsiticada.

Sabendo da situação sobre estrangerismo no outro pais, o que vocês acham sobre estrangerismo no Brasil?

;)
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

中島 disse...

Antes de começar a estudar japones, pensei que nunca seria capaz de aprender. Mas depois que comecei a estudar e ver que muitas palavras tem origem na lingua inglesa...foi um alívio! Saber inglês me ajuda muito com o idioma japonês.
Meu marido diz que os japoneses não inventam, apenas copiam e apromoram coisas já existentes...

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
Os japoneses conseguia se desenvolver aprimorando coisas já existentes.
Mas, hoje em dia, os chineses e os coreanos estão fazendo os mesmos com preços mais baratos.
Por isso, os japoneses estão inventando ultimamente.
;)

Hugo disse...

セクハラ eu demorei pra descobrri o que era na época que eu asisti uma novela e ficava falando isso, nem imaginava que veio do inglês.

Brasileiro parece que odeia o fato de ter várias palavras de origem inglesa no japonês.

Na época que eu era estudante ginasial meu professor de protuguês falava sobre as palavras que a gente já estava incorporando no dia a dia e que vinha do inglês, como shopping, mouse, etc.
E também o português tem palavras de origem índigena, mas muitas vezes a gente nem sabe.

Anônimo disse...

Ola. Seu blog ficou muito bom. Tem muita coisa que ta certa nesse blog, alias, ate entre os brasileiros ha um pouco de preconceito. Eu por exemplo, moro no Ceará(sou natural de Fortaleza)e só por causa do passado do estado muitas pessoas ainda pensam que a gente ta atrasado no tempo. Mas na verdade somos modernos como tudo, e eu não gosto de carnaval, samba e nem sei o que é Bossa Nova. Prefiro curtir um Pop, Rock ou Gospel. Tbm sou mais otaku e admiro muito a cultura pop do Japão. Alem disso, acho que a visão que os japoneses tem de nos vai começar a mudar, pq acabei de achar um video com mulheres fortalezenses e de Sobral indo ao país receber presentes. Parabéns pelo post!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics