quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Que tal fazer o curso de culinaria no Japão!?


  Ao caro leitor

  Há 11,12 anos eu fiz o curso de cozinheiro na SENAC aqui em Porto Alegre.

  Eu quis fazer este curso porque eu estava preocupado com o futuro da minha profissão ( professor de japonês ).


  Se contar com só este trabalho, caso perca alunos ou aulas nas escolas, eu vou ficar desempregado totalmente.

  Depender de só uma fonte é muito perigoso.

   Aliás, é difícil arrumar emprego numa empresa comum no país exterior para qualquer estrangeiro.

   Contudo, na área de gastronomia, o que pesa mais na hora de contratar o funcionário novo é sua habilidade como cozinheiro.

  O fato de ser estrangeiro não dever ser desvantagem do meu ponto de vista.

  O curso na SENAC era composto de duas modalidades : a parte teórica e a parte prática.


  Havia cerca de 20 alunos na turma e o professor era um africano que aprendeu a culinária francesa na França.

  O curso cujo duração era de 6 meses era muito interessante e divertido.Eu fiz amizade com alguns alunos neste curso e fiz algumas comidas junto com colegas.

  Eu jamais esquecerei o sabor do pudim que nós fizemos na fogão industrial, pois nunca tinha comido um pudim tão gostoso como aquele na minha vida.

  A pena é que eu abandonei este curso depois de 1 mês e meio de aprendizagem.Não me lembro do motivo da minha desistência agora, mas eu estou me arrependido de não ter concluído o curso, apesar de não saber se o diploma do curso na SENAC vai valer muito na hora de procurar emprego.

  No Japão, há um exame nacional para cozinheiro.Chorishi Menkyo ( 調理師免許 ) é uma qualificação profissional reconhecido pelo governo japonês.

  Para ter esta qualificação, a maneira certa seria fazer o curso técnico nas escolas técnicas.

  Nesses dias, o programa de TV japonesa que eu assisti apresentava uma escola técnica no qual forma cozinheiros de altíssima qualidade.

  Eis Escola técnica de cozinheiro Tsuji ( 辻調理師専門学校 ).


  Segundo o programa, 98 % dos formados nesta escola se formam empregados, enquanto o índice em média nas outras escolas de mesmo gênero é de 70% mais ou menos.

  É impressionante,ne?

  O diretor da escola destacava seguintes vantagens da escola na entrevista.

  • Na aula, em vez de ensinar o que os alunos têm que fazer, fazer próprios alunos pensarem sobre como fazer os pratos e promover debate entre alunos.
  • Usa-se ingredientes de primeira na aula para alunos se acostumarem com isso.

  O investimento é meio salgado.

  O curso de 1 ano, com o qual pode ter qualificação nacional para cozinheiro, custa 2,140,000 ienes ( R$ 46,500 ).

  O curso completo de 2 anos, com o qual pode obter outras qualificações nacionais além de qualificação como cozinheiro, custa 3,710,000 ienes ( R$ 80,600 ) no total.

  Só para você ter uma ideia, o custo total no primeiro ano na universidade particular Waseda, uma das universidades mais conceituadas, é entre 1,227,575 ienes e 1,777,000 ienes ( de R$ 26,670 até R$ 38,450 ).

  Digamos que é um pouco mais caro do que fazer faculdade particular.Contudo, você vai conseguir arrumar emprego com certeza absoluta e com sua habilidade o risco de perder emprego é baixo ao longo da sua vida.

  Talvez valha a pena fazer o curso nesta escola,ne?

  O melhor é que esta escola aceita alunos estrangeiros também.

  Estão surgindo muitos restaurantes “japoneses” aqui em Porto Alegre nos últimos anos.

  Lamentavelmente a maioria dos donos brasileiros dessas restaurantes oferece só Temaki, um prato japonês que o povo japonês acostuma fazer em casa normalmente e que qualquer pessoa pode fazer sem treino.


  Espero que algum brasileiro faça curso técnico lá para aprender culinária japonesa de verdade e abra um restaurante japonês de verdade aqui no Brasil.

  Aliás, até seria melhor trabalhar numa restaurante no Japão durante 3,4 anos após sua formação, com o objetivo de adquirir experiência, aprofundar seu conhecimento e aperfeiçoar sua técnica no trabalho.

  Fazer faculdade nem sempre é a melhor opção para você ter uma vida boa.

  O curso técnico na culinária pode lhe proporcionar grande sucesso.

  ;)



Comentários
5 Comentários

5 comentários:

Anônimo disse...

Esses valores é com os materiais e ingredientes?

Pq aqui o curso não é tão caro, mas todo mês vai gastar bastante $$$ p comprar os ingredientes p as aulas práticas. Tipo vc vai aprender a fazer salmão, lagosta, camarãozão, vieiras.. Usar queijo caro, especiarias.. É aí q o curso fica caro.

yukipoa disse...

Sim,esses valores é com os materiais e ingredientes.;)

Anônimo disse...

Obrigado pela resposta.

Mas os utensílios pessoais são a parte ou eles emprestam tbm?

Aqui cada um tem suas facas profissionais, chaira, medidores, pegadores.. Tipo uma maleta. Aí no começo do curso vc já tem q comprar uma lista de coisas.

yukipoa disse...

Acho que emprestam a maioria das coisas.

Anônimo disse...

Eu gosto bastante do Shin Koike, tenho o livro dele, recentemente ele ganhou um prêmio no Japão.

http://hashitag.com.br/shin-koike-recebe-premio-no-japao/

Aprecio também os chefs Tsuyoshi Murakami, Jun Sakamoto, Keisuke Egashira, Hideki Fuchikami e etc..

Aprecio bastante a culinária japonesa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics