sábado, 21 de fevereiro de 2015

Blogueiro japonês que desafia uma vida sem casa e dinheiro!?


  Hoje eu gostaria de lhe apresentar um “aventureiro” japonês.

  Eu “conheci” ele através de um post do blog japonês que eu acompanho.

  O nome do aventureiro é Keigo Sakazume.


  Ele fundou uma empresa junto com seu amigo no ano passado, visando em fazer coisas legais que deixa ele excitado.

  Desde então, ele tem realizado vários projetos ambiciosos e tem mostrado seus resultados no seu blog.

   Entrando no ano 2014, ele começou o novo projeto, cujo objetivo é verificar se o ser humano pode sobreviver sem dinheiro e casa para morar.

  Falando mais concretamente, ele começou a acampar sozinho na praia de província Nigata utilizando o carro usado e pequeno que ele ganhou de um leitor do seu blog como lugar para ele dormir.

  Segundo Keigo, enquanto há pessoas que o criticam e zombam do seu projeto, há pessoas que ajudam ele oferecendo comidas e estadias.

  E ele coloca posts no seu blog, nos quais ele escreve sobre vários assuntos, tais como o agradecimento para pessoas bondosas que ajudaram ele, experiências únicas e emocionantes que aconteceram na vida dele, seu ponto de vista em relação à vida, o sentido de viver, a crítica sobre a sociedade japonesa, entre as outras coisas.

  No blog, ele está anunciando para os leitores que ele está disposto a ir a qualquer lugar para contar sua experiência desde que pague despesa de deslocamento até o local.

  Portanto, muitos simpatizantes e interessados nele convidam ele como palestrante.Então, ao longo do ano ele tem feito vários palestras no todo território do Japão, pousando nas casas das pessoas bondosas de graça.

  Os posts que ele escreve no seu blog são de vibrar nosso cérebro, muito melhor do que muitos livros de auto-ajuda.

  Isso porque ele está escrevendo seus posts como se fosse último post da sua vida.

  Há 5 anos atrás, ele ficou de cama no hospital durante 6 meses por causa da hérnia de disco,transtorno bipolar e esquizofrenia.

  O médico lhe dizia que levaria 3 anos no mínimo para se curar.Contudo, não aguentando ficar no hospital, ele fugiu do hospital após 6 meses de internação.Segundo ele, apesar de ter sofrido mais um e dois meses depois, ele diz que ele se curou.

  Ou seja, ele já passou pela situação muito difícil na sua vida e acho que ele não conseguiu enxergar mais o sentido de viver passando a vida “normal”.

  Por isso mesmo, ele decidiu desafiar uma vida sem dinheiro e casa, para saber se dinheiro e casa são fatores indispensáveis para vida feliz da gente.

  Muitas pessoas falam a seguinte frase para quem está desanimado diante da situação difícil.

  “Se você pensa em morrer, você pode fazer ( superar ) qualquer coisa ( 死ぬ気になれば、何でもできる(乗り越えられる))”

  Keigo não nega que ele é pessoa com o desejo de se suicidar.No entanto, para que ele não seja perdedor, ele coloca as palavras positivas nos seus posts e procura enfrentar sua vida de cabeça erguida.

  Diante da morte, tanto dinheiro quanto casa não tem nenhum valor.

  A situação em que não tem dinheiro e casa deixa a gente sentir mais a importância de viver e de laço e convivência com as outras pessoas.Acredito que Keigo quer sentir isso e quer mostrar isso para leitores.

  Para que você quer tanto dinheiro?
  Para que você quer casa tão grande?
  Para que você quer um carro luxuoso?

  No Japão, mais de 30 mil pessoas se suicidam todos os anos.

  No Japão, há cerca de 1 milhão de pacientes sofrendo de transtorno bipolar e depressão.

  ;)



Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Anônimo disse...

Q post bonito

Anônimo disse...

Isso é uma coisa muito legal, viver do jeito que você quer viver. Ao invés de cometer suicídio, ele abandona a vida que estava vivendo pois sabe que não tem nada a perder.

Os brasileiros pensam que suicídio é uma coisa de fracassado, preferem roubar ou mentir ou beber para conseguirem se sentir melhor.

Vejo que muitos japoneses cometem suicídio por não estarem contentes com a própria vida. Acho que os dois jeitos de encarar a vida e o suicídio são errados.

Lud disse...

Que história fantástica! Até comecei a acompanhar o blog dele também. Muito bom!

Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics