segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Por que os brasileiros e as brasleiras falam mesmo português!?

  Ao caro leitor

  Os brasileiros e as brasileiras falam português idêntico,não é?

  Eu digo isso porque os japoneses e as japonesas falam japonês um pouco diferente.

  Hoje eu gostaria de lhe explicar as diferenças da língua japonesa conforme sexo.


  Ao prestar atenção às diferenças de português conforme sexo, você poderá até notar algumas diferenças.

  • As brasileiras em geral falam menos palavrões do que os brasileiros.
  • As brasileiras em geral falam de maneira mais educada do que os brasileiros,utilizando muitos diminutivos e expressões mais formais tais como “gostaria de.....” e “poderia.....por gentileza”.

  Fora isso, você pode citar algumas diferenças por acaso?


  Há palavras masculinas e femininas na língua portuguesa.Só que este aspecto gramatical não tem nada a ver com o sexo da pessoa que profere essas palavras,ne?

  A propósito, qual é a utilidade de gênero das palavras na língua portuguesa?Por que a palavra “casa” é feminina?Porque a palavra termina com “a” ?Não me diga.Sem relação com o sexo do falante,não seria melhor utilizar outro termo gramatical?

  Na minha opinião, há mais diferenças entre classes sociais diferentes do que entre pessoas de sexos diferentes, já que os brasileiros de classe alta procuram falar português conforme normas cultas, o que deixa pessoas aparecer mais “inteligentes”.

  Bom.Eu já lhe expliquei que japonês é uma língua hierárquica num post deste blog. Além dessa caráter, digamos que japonês é uma língua sexual.Ou seja, os japoneses e as japonesas falam japoneses diferentes.

  As mulheres japonesas utilizam palavras diferentes das palavras utilizadas pelos homens japoneses.

  “Comer”, “Fazer” e “Gostoso” são exemplos disso.

  Enquanto os japoneses falam “Kuu ( 食う )” e “Umai ( うまい )” para “Comer” e “Gostoso”, as japonesas utilizam “Taberu ( 食べる )” e “Oishii ( おいしい )” para mesmas palavras.


  Para verbo “Fazer”, a situação fica ainda mais complicada.Em princípio, ”Fazer” é “Suru( する )” em japonês e tanto homem quanto mulher usa este verbo “Suru”.

  Entretanto, quando os homens querem usar esta palavra de maneira mais “masculina”, a palavra "Suru" se transforma em “Yaru( やる )”. E esta palavra tem muitos significados : Fazer,Dar,Matar e Fazer Sexo.

  Quando um homem japonês quiser mostrar que ele é HOMEM, usar vocabulário utilizado só pelos homens é uma das boas maneiras adotadas.

  E as mulheres japonesas jamais utilizariam estas palavras citadas.Pessoalmente eu nunca vi uma japonesa falando essas palavras.Talvez você veja as colegiais maus comportadas utilizando estas palavras.Fora isso, dificilmente você vai ver uma japonesa falar esses vocabulários “masculinos”.

  Ah! Comparando com os brasileiros, os japoneses utilizam bem menos palavrões.Ainda mais,as palavrões que os japoneses costumam utilizar são diferente das palavrões comuns entre os brasileiros.

  Há brasileiros que falam palavrões tais como “Pu......” ou “Vai tomar...” cada vez que acontece as coisas de que eles não gostaram.O melhor lugar para aprender palavrões é estúdio de futebol,ne?O pior é que há até mulheres que as falam na conversa cotidiana, como se fosse parte do vocabulário delas.


  Os japoneses falam palavrões bem menos.Imagine as japonesas!!

  As diferenças de fala conforme sexo não fica restringido só no aspecto lexical.Há diferenças no aspecto gramatical também.

  Vou lhe dar a seguinte frase como um exemplo: Por que você está me olhando?


Frases
Grau de formalidade
1
Doushite (watashi o ) goranninatte imasuka.
Forma respeitosa
2
Doushite (watashi o) mite imasuka.
Forma polida
3
Doushite ( watashi o ) miteiruno.
Forma comum feminina
Doushite ( ore o ) miteru.
Forma comum masculina
4
Nande mitenno.
Forma não educada
5
Nannde mitendayo.
Forma ofensiva

  Como você notou na tabela acima, os japoneses e as japonesas utilizam as frases um pouco diferentes ao chegar no nível 3 , a forma comum.Em princípio,os modos de fala do nível 4 e 5 são exclusivos para os homens, apesar de que as japonesas podem chegar nível 4 dependendo do caso.

  Entretanto, favor não se assustar com essa sistema delicada de idioma japonês.Você vai aprender isso só quando chegar no nível intermediário.Sendo estrangeiro, você não vai ser cobrado essas coisas pelos japoneses lá.O que é mais importante na primeira fase de estudo de japonês é que aprender as formas formais.

  Porém, se você for mulher e quiser ser atraente entre os japoneses no Japão,você precisaria aprender o jeito feminino de fala,além de aprender gestos femininos e utilizar a voz feminina, já que isso funciona com a grande maioria dos japoneses.

  “Querido”,”Amor”,”Beijo”,”Saudade” e “Grande abraço”. Com certeza, essas palavras são vocabulários maravilhosos que não existe no nosso vocabulário praticamente por falta de hábito.Eu adoro essas palavras e gostei de como os brasileiros utilizam esses vocabulários no dia a dia.

  Só que,não podemos dizer que os usos delas são só das brasileiras,ne? Qualquer um pode utilizá-las ao querer tratar as pessoas com carinhos, de maneira especial.

  O Japão é uma ilha pequena cercada pelo mar.Portanto,não teve muitos contatos com estrangeiros ao longo da sua história.E desenvolveu uma cultura única e peculiar,através do qual os japoneses podem se comunicar só entre eles.

  Digamos que o Japão era uma sociedade tão pacífica e folgada, sem perigo de invasão por parte dos estrangeiros, que os japoneses acabaram pegando o hábito de inventar e complicar as coisas para ocupar o mais tempo possível com essas coisas inventadas tais como cerimônia do chá, várias artes marciais, Haiku ( poema japonesa tradicional ).


  O modo feminino de fala é apenas uma delas.

  Os brasileiros não tiveram tempo livre para inventar as coisas ao longo da sua história após o descobrimento do Brasil pelo Cabral, já que tinham muitas coisas a fazer.Além disso, muitas raças vieram ao Brasil e precisava de uma língua simples, através da qual podia se comunicar entre raças diferentes.

  Não tinha nenhuma razão para inventar modo feminino de português,ne?

  ;)


Comentários
16 Comentários

16 comentários:

ImpMontezuma disse...

Interessante, eu não sabia que as mulheres falavam de modo diferente dos homens no Japão ^^ , Acho que no Brasil a única diferença (que eu consigo lembrar pelo menos) é que as mulheres falam mais frequentemente que os homens (mais do que o dobro se não me engano). Mas pensando bem.. como isso é genético, acredito que funcione assim no Japão também.

Serena disse...

Boa noite. Caro Yuki, veja se puder esta pagina. http://www.ciberduvidas.com/pergunta.php?id=20681 sobre generos de palavras. Mesmo os brasileiros com muito conhecimento da lingua culta ainda precisam estudar mais. Se voce quiser, eu poderia dar algumas dicas de portugues para que voce possa ter um texto mais parecido ainda com um escrito por um brasileiro. Sou brasileira e nao sou professora de portugues nas li muito e com isso consegui aprender mais sobre algumas regras gramaticais, sendo que ha um limite tambem para a minha capacidade. A forma polida do japones me ajudou muito na comunicacao com os japoneses em geral, pois eh aceita em qualquer situacao. A palavra "umai" , no sentido de refeicao gostosa, eu achava que significava "deliciosa" porque na tv os homens quando realmente pareciam gostar do que experimentavam diziam com mais enfase "umai" e as mulheres falavam "oishii" mais discretamente, entao eu me confundi achando que nao era uma questao de uso por homens ou por mulheres mas de grau de aceitacao do sabor. A palavra "yaru" eh bem mais complicada. Gostaria de fazer uma pergunta. Uma mulher deveria evitar a frase "やるしかない"? Por exemplo. A君: 納期がせまっています。間に合う? B子: やるしかない。Ou nesta situacao esta ok para a mulher usar a palavra やる? Parece aceitavel ou parece estranho? Tenha uma boa semana.

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
No exemplo citado, mesmo mulher pode usar "Yaru".
Isso depende do contexto.
Mas,para quem não sabe bem, é melhor evitar isso.
;)

Eduardo disse...

No costume luso brasileiro é tido como educação usar perguntas com o futuro do passado com situações em que se exige educação, como no exemplo
"Você teria alguma pergunta?"
ME ADMIRA OS JAPONESES QUE MESMO COM SEU TIME BEISEBOL PERDENDO OU NUMA BATIDA DE TRÂNSITO NÃO PERDEM A CLASSE(podem até ficar nervosos mas não perdem a classe).

Felipe garcez disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Serena disse...

Yuki-San. Obrigada pela resposta. E gostaria de acrescentar que aquela pagina que indiquei eh muito dificil e tem palavras que nem eu mesma conheco. Portanto, em resumo, eh soh para dizer que veio do latim essa coisa de masculino e feminino. E sorte que nao tem o neutro, como no alemao. No alemao estudam-se ou memorizam-se as palavras/substantives com os artigos. Entao seria bom voce perceber e fazer uma lista com palavras masculinas e femininas com o artigo correspondente e flexionar o adjetivo de acordo. "sistema" eh "O" sistema, entao fica "O" sistema delicadO. poema eh "o" poema, entao fica " O" poema japones ( O maru) e nao O poema japonesa ( x batsu). Aprendemos naturalmente desde criancas se tem o "o" ou o "a" ANTES do substantivo e NAO a ultima letra da palavra. Um otimo exemplo eh exatamente O poema, que termina em a, mas eh masculina. Nao tem jeito, para cada substantivo voce precisa saber: eu falo O coisa ou A coisa?, A sapato ou O sapato?Repare bem nos artigos que as pessoas usam antes das palavras(substantivos). Com excessao, com todo o respeito, dos alemaes que falam portugues, que no comeco, ao chegar ao Brasil, sao famosos por inverter os artigos masculinos e femininos, A lua eh der Mond (masculina em alemao, feminina em portugues ),O leite eh "die Milch" feminino em alemao mas masculino em portugues. E ainda tem o neutro em alemao, nem feminino e nem masculino, como " das Fenster" (janela) eh O janela ou A janela? Imagine, eles precisam revisar todos os substantivos, um por um e adapta-los ao portugues, muitas vezes tendo que inverter o genero com os quais ja estavam acostumados. Pra voce deve ser mais facil, se aprender o genero correto logo ao aprender e utilizar uma palavra, Outro bom modo para aprender se a palavra eh masculina ou feminina eh ler livros de bons autores, mesmo os infantis, como Lucia Machado de Almeida e reparar nos artigos O, A antes das palavras (substantivos). Como voce esta no RS, ler Erico Verissimo tambem seria muito bom. Eu gosto muito das obras dele. Boa leitura e bons estudos.

Iruka disse...

Não sei se todos os casais japoneses são assim, mas os que conheço nem parecem ter intimidades um com o outro.Talvez dentro de casa, mas fora,só vejo formalidades entre eles.
Aliás, posso chamar uma amiga japonesa pelo nome, sem acrescentar o san ou chan?Soaria grosseiro?

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
Com quem tem bastante intimidade,você pode chamar pessoa de jeito que você quer.
Caso contrário,sempre precisará de formalidade.
;)

Tayzun Yamato disse...

A muitas formas de tratamento para com o próximo utilizados juntamente, essas coisas são meio complicadas acho que só vou aprender por completo quando chegar no mínimo no nível intermediário de japonês, lembro de um xingamento em japonês acho que e "yatsu" na verdade yatsu significa você (não me recordo muito)....ou uma forma rude de dizer você. Agora eu não acho que falamos o português idêntico tem gente que fala de um jeito que eu não consigo entender %$#%#$%$# nenhuma. Isto a e que você falou Yukipoa se chama flexão de gênero com relação ao PT.

Anônimo disse...

Gostei do post, mas é engraçado que quando leio seus textos tenho a impressão de que o Japão é um país sexista. Digo, todas as vezes que você se refere a mulher, acompanhado ao informação principal do texto, há algo como: somente as meninas/estudantes mal educadas falam assim, mulheres fazem gestos femininos (como se fosse algo não expontaneo) para mostrar seus atributos; mulheres falam palavras doces... Nisso fica a dúvida: esse é um pensamento ocidental - japonês- ou é pensamento do autor do blog?

Amora

Cris disse...

Bom, aqui no Brasil acredito que existem palavras que as mulheres preferem usar enquanto os homens preferem outras. Bumbum é um exemplo, é algo esperado que uma mulher ou criança diga, mas de um homem não.
Já tinha reparado nessas diferenças entre homens e mulheres ao falarem japones nos filmes, animes, etc... Mas acho que é usado não só para demonstrar na fala seu genero sexual, mas também para referenciar ao genero sexual outro. Por exemplo, acho que nunca ouvi um homem usando "kimi" ou "taisetsu" ao falar a outro homem, mas já vi falarem com as mulheres.
Imagino que tenha alguma explicação para isto e tenha a ver com o genero sexual da pessoa. Poderia explicar uma pouco isto?

Renato disse...

Não sei se é apenas impressão minha,mas quando passo naquele canal NHK e tem um jornal sendo transmitido onde tem um homem e uma mulher apresentando ou uma entrevista tendo ambos os sexos, percebo que as mulheres possuem uma expressão vocal muito diferente dos homens ao falar japonês. O que no português brasileiro existe também mas não acho que seja tão evidente quanto no japonês.

yukipoa disse...

Obrigado pelos comentários.
Como eu expliquei no post, as falas pelos japoneses e as falas pelas japonesas são diferentes mesmo.
Só que as diferenças são poucas.Portanto, quem é iniciante de japonês nem vai perceber isso,pois,em princípio, eles falam a mesma língua.
No entanto, ao comparar essa diferença com a diferença de fala entre brasileiros e brasileiras,essa diferença é muito grande.
;)

Sascha disse...

Goste muito dessa postagem, ficou bem interessante.
Um detalhe que você não mencionou e talvez nem tenha percebido é em relação ao diminutivo. No Brasil homens usam menos (muito menos) o diminutivo que mulheres. porque ele faz parecer com a linguagem infantilizada atribuída às professoras do ensino fundamental (sim penas das professoras) o que pode fazer u homem parecer meio... estranho....

Anônimo disse...

na verdade para sabermos tudo sobre a origem do genero das palavras seria necessario estudar linguistica e ficaria complicado explicar em poucas linhas o porque da questao.Mas veja por este lado:O portugues comparado com o japones e extremamente complexo,talvez por ter sido "inventado"por pensadores e filosofos gregos da epoca alem de outros estudiosos do latim,se formos comparar com o japones e ingles que possuem estruturas mais simples e talvez nao tivessem filosofos e estudiosos para ficar inventando a moda nesta epoca.
Acho ate que se os documentos e leis fossem escritos de form mais simples,creio ate que nem seria necessario ter advogado.Imagine que beleza poder ler algo claro e explicito sem aquela montoeira de palavras dificeis!generos graus etc...seria apenas assim"mim quer agua" e ja economizariamos um tempao com estes anos de estudo do portugues.Mas nao e assim...
Devo apenas corrigi lo em um item.
Nao e que uma pessoa culta fala melhor que as demais,mas eh que provavelmente esta pessoa le mais ou estuda mais entao consequentemente fala melhor.Infelizmente no Brasil o governo nao investe em educacao e acabamos todos assim sem cultura...pois creio que voce ja deve ter visto o preco dos livros...que absurdo nao?mas admiro essa sua curiosidade que deveriamos ter mais no Brasil ao inves de ficarmos vendo besteiras na tv.

Leah Yuriko disse...

Interessante! Embora eu não entenda japonês eu já notei em falas de personagens masculinos e femininos que para expressar uma mesma frase, soava diferente. Ou situações do tipo em que um personagem dizia para o outro "Você não precisa ser formal, fale confortavelmente" e aí o personagem repetia a mesma fala e eu pensava "qual a diferença?". Que língua complexa! Obrigada por explicar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics