terça-feira, 30 de julho de 2013

Você quer morar no capital ou no interior!?


  Ao caro leitor

  Entre cidade pequena no interior e cidade grande como capital, qual você prefere?

  Eu nasci no distrito Nerima em tóquio, o capital do Japão.No entanto, eu me mudei para a província vizinha Saitama da região Kanto, sem morar em tóquio nada mais do que 2 anos, .

  Aos 6 anos de idade, eu fui morar na província Ibaraki que também é da região Kanto, como você pode localizá-la na mapa embaixo.E passei toda minha juventude lá, até que eu me formei na universidade aos 22 anos.


  Nos anos 70 e 80, muitos japoneses de classe média compraram as casas nas províncias vizinhas tais como Saitama,Chiba,Ibaraki e Kanagawa, já que as casas nessas províncias eram bem mais baratas do que as casa em tóquio.

  Na época quando o Japão crescia ao rítimo mais acelerado, possuir casas próprias era sonho para quaisquer assalariados.Por isso mesmo, eles optaram pelas compras das casas nas periferia de tóquio.,o que se chamava de fenômeno de rosquinha ( ドーナツ化現象 ) em termo japonês na época, descrevendo a maneira de desenvolvimento das cidades.Em compensação,eles precisavam aguentar 1 hora ou 2 horas de deslocamento de suas casas até as empresas, pegando trens lotados todos os dias.Minha família também não era exceção.

  A cidade onde eu morei na província Ibaraki chama-se Tsukuba ( つくば市 ) atualmente.No entanto, quando eu me mudei para lá em 1978, o nome do município era Kukizaki ( 茎崎町 ).

  Eu vou lhe explicar porquê.No Japão, há 3 categorias de municípios conforme sua população.

  • ( Mura ) é município cuja população é inferior a 20 mil habitantes.
  • ( Machi ) é município cuja população é entre 20 mil e 50 mil habitantes.
  • ( Shi ) é município cuja população é superior a 50 mil habitantes.

  Quando eu me mudei para Kukizaki,o município tinha 10 mil e pouco habitantes. Só que como eu lhe expliquei acima, muitos japoneses de tóquio se imigraram para as províncias vizinhas com o objetivo de comprar casas próprias.

  Por isso mesmo, a população do município Kukizaki ultrapassou o patamar de 20 mil habitantes em poucos anos e mudou a categoria do município de Mura para Machi.Ou seja, o nome do município mudou de Kukizaki-mura para Kukizaki-machi.

  Sob a tendência de organização dos municípios no Japão,os municípios vizinhos do Kukizaki-machi se juntaram e se tornaram como Tsukuba-shi.E 2002,Tsukuba-shi integrou Kukizaki-machi.

  A cidade Tusukuba é uma cidade universitária, cuja poplação é de 218 mil, e fica apenas 50 km distante de tóquio.Leva apenas 50 minutos de trem até Akihabara em tóquio,graças a linha de trem instalada em 2005 : Tsukuba Express.


  Ao considerar dois critérios : a população e a distância até tóquio, você pode achar que Tsukuba é uma cidade.Contudo, por incrível que pareça,ela tem característica de cidade do interior.

  Em Tsukuba, apesar de ter linhas de ônibus, não há metros.Ou seja, para você conseguir se deslocar, carro é um transporte indispensável.Além disso, há muitos campos e arrozal.Em consequência disso, há naturezas em abundância inclusive insetos, o que promete crianças brincarem fora sem perigo.

  Entretanto, caso você queira conhecer o que está na moda em tóquio, dá para ir até tóquio em cerca de 1 hora pagando em menos de 50 reais para ida e volta no final da semana.

  Eu raramente ia até tóquio, pois não sentia tanta necessidade.Eu acredito que, para a grande maioria dos moradores da minha região, Tóquio era uma cidade acessível onde podia ir quando quiser.

  Por outro lado, para quem mora na região mais afastada do capital do país do sol nascente, Tóquio é uma cidade de sonho, um paraíso onde tem tudo que pode imaginar.

  Eu nuca tinha enxergado tóquio assim até que eu entrar na universidade.

  Como as melhores universidades se localizam em tóquio ou seu redor, muitos jovens do interior querem se imigrar para tóquio ao ingressar nas universidades.Normalmente os pais apoiam nos seus filhos pensando tanto nas independências deles quanto nos estudos e trabalhos deles.

  Por isso mesmo, há muitos jovens do interior que nunca tinha ido para tóquio até ingressos nas universidades.Mesmo na universidade Tsukuba onde eu me formei, eu conheci os estudantes de vários regiões do Japão.

  Todos os meus colegas da faculdade sabiam falar dialetos das suas cidades natais, apesar de que eles falava japonês de tóquio no dia a dia.E eles sempre voltavam às suas cidades de origem durante férias de verão.

  Como eu não sabia falar dialeto e nem tinha lugar para votar durante férias logas, eu até ficava com inveja deles na época.

  Uma novela japonesa chamada Amachan ( あまちゃん ) está fazendo sucesso no Japão agora.Nesta novela, uma colegial comum Aki oriundo de tóquio vai visitar a província Iwate, a região nordeste do Japão, onde teve maior dano devido ao Sismo e tsunami de Tohoku em 2011, que é a terra natal da sua mãe.


  Aki era uma moça fechada em tóquio.Porém, conhecendo pessoas amigáveis do interior e natureza, ela se torna uma pessoa mais aberta e acaba gostando até da profissão da sua avó, Ama.( as mulheres que pegam frutos do mar através do mergulho sem equipamento)

  Aki conhece Yuki, uma garota muito linda que sonha em ser ídolo em tóquio.Enquanto Aki não enxerga tóquio com bons olhos, Yuki vai ver tóquio como lugar onde pode se realizar seu sonho e ela conhece tóquio muito mais do que Aki que morou em tóquio durante toda vida.

  Assistindo esta novela, dá para ter noção de como os japoneses do interior enxergam Tóquio!!

  A primeira cidade onde eu morei no Brasil foi Pacaembu, uma cidade do interior de São Paulo, que fica 650 km do capital paulistano. Sua população é de 13 mil habitantes.


  Diferente da Kukizaki que ficava 50 km de tóquio, não tinha nenhuma cidade grande por perto.Parecia que eu vivia no meio do campo,já que não tinha nem um semáforo na cidade.

  Os moradores de Pacaembu eram muito amigáveis.Como eu era um japonês jovem importado do Japão, os meus alunos da escola japonesa e amigos deles visitavam meu apartamento quase todos os dias e nós “conversávamos” e saiamos juntos apesar de que eu não sabia quase nada de português na época.Digamos que eu fui bem recebido lá.Contudo,eu não conseguia enxergar um futuro melhor, a oportunidade de trabalho, meu crescimento pessoal, naquela cidade.

  Por isso, eu decidi me mudar para Porto Alegre por própria conta, depois que terminou o contrato de 3 anos com o governo japonês.E acho que eu fiz a escolha certa.

  Eu não escolhi o capital do estado de São Paulo,pois eu não gostava de cidade muito grande.Aliás,eu nunca gostei de tóquio também.Para passear e se divertir, tóquio é lugar muito bom. Porém,eu não escolheria tóquio como lugar para morar.

  Porto Alegre não é cidade muito grande nem cidade tão pequena.Diferente da cidade no interior, tem opções de lazer.Portanto,Porto Alegre é bom de morar para mim

  Em qual cidade você quer morar? Cidade no interior ou capital?

  ;)


Comentários
15 Comentários

15 comentários:

Matheus Lima disse...

Muito boa a materia, Eu moro em Manacapuru-Amazonas fica a 80 ou 87 km de Manaus capital do Amazonas.

Cris disse...

Sinceramente, eu gosto de viver no interior, ainda mais que minha cidade é de tamanho médio e apresenta coisas boas de cidade grande e pequena.
Entretanto, adoraria morar mais próximo do mar.
Gosto de ir a praia nas férias, mas tenho que fazer uma viagem longa de carro até chegar no litoral.
O curioso é que moro próximo a varias cidades com águas termais,mesmo assim as praias me atraiam mais que os balneários de águas termais.

DeMorais disse...

Olá, mais uma vez me identifiquei com um post seu. Nasci no interior, me mudei para outro estado com os meus pais. Quando fui para a faculdade morei um ano no Rio de Janeiro, uma cidade linda, mas grande demais. Acabei vindo para Porto Alegre e aqui me estabeleci.
Tenho vários amigos que moram nas cidades vizinhas, por conveniência de custo de moradia, mas que têm que viajar todos os dias para Porto Alegre. É aí que você percebe a diferença entre morar no interior (ou numa cidade satélite) e numa cidade grande, quando você compara o Brasil e o Japão. No Brasil a infra-estrutura para morar no interior é bem pior. As escolas têm um padrão mais baixo, a assistência a saúde é bem precária (veja a “ambulancioterapia” na frente dos hospitais de porto alegre). E se você mora numa cidade que fica próxima a uma grande, vou dar um exemplo: Estância Velha (45 km de Porto Alegre), sem Trensurb, você leva até duas horas, para chegar ao centro de Porto Alegre de ônibus, pegando uma estrada que já está saturada há anos.
Se você for para o interior, buscando menor custo de vida, só tem sucesso se trabalhar lá mesmo. Se você pretende trabalhar em outra cidade pode ter grandes problemas de deslocamento. Se você procura qualidade de vida, com uma vida mais tranquila, pode se arrepender com a baixa qualidade da educação para os seus filhos e, se você for mais velho ou com uma doença crônica, pode não ter atendimento médico adequado.
Não acho a cidade grande uma maravilha, mas acho que é uma necessidade, especialmente pensando no futuro. No ano passado escrevi um post sobre as vantagens e desvantagens de morar no campo ou na cidade (http://poucodemorais.blogspot.com/2012/11/viver-no-campo-ou-na-cidade-grande.html).

Giovanni disse...

Muito legal sua matéria. Moro na capital do Rio de Janeiro e é muito estressante morar em uma capital, então penso em me mudar para uma cidade na região metropolitana de algum estado no sul.

Iruka disse...

Nasci e cresci na cidade de São Paulo,portanto,quase não via animais silvestres soltos.Depois que me casei,mudei-me para Brasília. Onde moro, tem muitas árvores e acordar com o canto dos pássaros não tem preço!Já vi tucanos,periquitos,corujas e até tatu por aqui.Infelizmente a cidade também está crescendo, consequentemente a violência e o trânsito também...
Quando vou para o Japão,evito ficar muito tempo em Tokyo,sinto-me sufocada.

Alef Ferreira disse...

Moro em Brasília mas nasci em Posse GO que fica a cerca de 300km distância da capital, gosto de BSB mas sempre me da saudades de uma cidade do interior, por causa da simpatia de sua população e calma e sossego. Yuki existem muitos brasileiros nas cidades do interior do Japão ou eles preferem mais a cidades como Tokyo, Osaka e Nagoia?

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
Os brasileiros moram na região,onde tem empregos para brasileiros.
Por isso,eu imagino que tem poucos brasileiros no interior.
;)

Unknown disse...

Interessante a matéria, Yuki-san! É algo mais ou menos como penso.
Moro em uma cidade não muito grande no interior de Santa Catarina (Rio Negrinho, com quase 40 mil habitantes). Gosto do relativo sossego da cidae, mas não gosto da falta de opções de lazer. Felizmente, é próxima de cidades maiores como Curitiba (onde morei já por 1 ano e gostei, pretendo voltar pra lá pra estudar) e Joinville, além de não ser longe do litoral. Mas de qualquer forma, provavelmente não morarei mais em uma cidade pequena como essa, não tem oportunidades para alguém como eu, que pretendo me formar Engenheiro Mecânico e me especializar na parte automotiva...

Tayzun Yamato disse...

Yukiopa. "Como eu era um japonês jovem importado do Japão" Alguns artigos tem um errinho eu falo que há erros porem não há pois acho que a linguagem coloquial pode ser devidamente posta em pratica nos blogs vejo muito conteúdo na internet assim então não acho que esteja errado dependendo da intenção. Neste trecho e incorreto a utilização, da palavra "importado" ah não ser que você queira causar efeito cômico por que eu ri!?, entretanto se esta não foi sua intenção o correto seria "Como eu era um japonês jovem (vindo) do Japão" A palavra importado só e utilizada quando nos referimos a mercadorias, produtos ou objetos em geral... Eu queria morar em uma cidade pacata da terra do sol nascente porem que tenha o que oferecer em produtos em geral quem sabe em 京都市, meu lazer e apenas ficar em casa de bobeira geralmente.

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário. Eu fiz essa expressão de propósito com intenção de fazer leitores rirem. Aliás,eu faço isso na aula também,pois um professor que não tem bom senso de humor não tem graça para mim.
;)

Alvaro Tavares disse...

Pra mim morar em uma cidade pequena próxima a uma cidade grande é o máximo. No meu caso eu moro em Parnamirim, no Rio Grande do Norte. Não é uma cidade pequena dentro do estado (3º maior) mas na parte que eu moro tem muita natureza e pouca gente. Dá pra pegar transporte andando pouco, mas tem poucas opções. Felizmente o que tem serve direitinho pra eu ir para a universidade em Natal demorando 40 min. Não sei como são os hospitais pois nunca precisei, mas acho que são ruins :/ No geral, posso dizer que vivo bem :)

Alex Milane disse...

Foi um post bem interessante. Assim como vc Yuki, eu não gostaria de morar numa Metrópole, mas passear sempre nos atrai. E só referenciando o que disse Tayzun Yamato. Na verdade pode se utilizar o termo "importado" mesmo sem querer causar efeito cômico, pois se tratando de um blog, é certo utilizar figuras de linguagem, o que é o caso do nosso amigo Yuki ^^

Julia disse...

Eu gostaria que tivesse teste no Brasil para saber nosso nível de língua portuguesa, acho muito proveitoso não apenas estudar outros idiomas, mas também a nossa língua materna! Fora que é muito satisfatório conquistar um novo certificado eu adoro! Adorei seu post. Obrigada.

Anônimo disse...

Muito interessante, eu pensava que por Japão ser um país pequeno era normal as pessoas viajarem por ele e que todo mundo conhecia Tóquio.

Anônimo disse...

Adorei o post!!

Eu nasci e cresci no interior de SP. Antes morava em uma cidade com 100 mil habitantes, agora moro em outra com 220 mil habitantes. A cidade que eu moro hoje tem tudo o que eu preciso e, quando não tem, é só dar uma passadinha em Ribeirão Preto, que fica a menos de uma hora de viagem. Não troco o interior do Estado de São Paulo por nada, a qualidade de vida da cidade em que moro está entre as melhores do país, não tem a violência e a desorganização que existe nas cidades grandes, há universidades públicas e particulares disponíveis etc. Enfim, eu realmente prefiro cidade do interior.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics