terça-feira, 4 de junho de 2013

Vale a pena estudar japonês no Japão!?

  Ao caro leitor

  Qual é a melhor maneira para aprender um idioma?

  É óbvio que morar no país onde se fala essa idioma,não é?Só que não é nada fácil guardar o dinheiro suficiente para experimentar esta aventura.

  Hoje eu gostaria de lhe apresentar estudo de japonês no Japão.


  Alguns leitores já me solicitaram as informações sobre qual escola de idioma japonês é recomendável.

  Na verdade, como eu nunca me interessei pelo estudo de japonês, eu não tenho essa informação.

  Pelo levantamento que eu fiz, eu fiquei sabendo que há 395 escolas de japonês autorizadas pelo Ministério de Justiça no Japão.A grande maioria delas localiza-se nas megalópoles tais como tóquio, osaka.Eu não sei porquê, porém, muitas escolas em tóquio ficam no bairro Shinjyuku.

  Quase 90 % dos alunos que frequentam às essas escolas são chinês e coreano.Os estrangeiros de países ocidentais são minorias normalmente.Dificilmente você vai ver um aluno brasileiro nas escolas, o que faz com que os brasileiros aprendem mais japonês por não falar português.

  Esses chineses e coreanos aprendem japonês muito sério porque o objetivo deles é ingressar nas melhores universidades do Japão.Ou seja, eles não estão lá para fazer intercâmbios,mas estão lá para conseguir arrumar bons empregos tanto no Japão quanto no seu país com diplomas de graduação da universidade japonesa.

  Para ingressar na universidade, passar no primeiro nível da prova de proficiência de língua japonesa ( 日本語能力試験 ) é indispensável. Portanto, eles estudam com todas as forças pagando mensalidades caras.


  Em princípio, a aula nessas escolas é dada tudo em japonês, em grande maioria delas, mesmo no nível iniciante.Como há alunos de diversos países na classe,não tem como escolher um idioma em comum, já que há alunos que não entendem inglês bem.Aliás, qual é a graça de aprender japonês em inglês no Japão?

  Só para você ter uma ideia, eu vou deixar uma lista, na qual mostra cinco “melhores” escola de japonês no Japão embaixo. ( A fonte desta lista é do seguinte link. )

Ano de fundação
1980
Início do curso
Ja,Ab,Jun,Ou
Local
Tóquio,Shinjuku
Dormitório
Sim
Vagas
320
O custo anual
16 mil
Ano de fundação
1988
Início do curso
Ab,Jun,Ou
Local
Saitama
Dormitório
Sim
Vagas
192
A mensalidade
850 reais
Ano de fundação
2001
Início do curso
Ja,Ab,Jun,Ou
Local
Chiba,Funabashi
Dormitório
Sim
Número de alunos
135
O custo anual
15 mil
Ano de fundação
1988
Início do curso
Ja,Ab,Jun,Ou
Local
Tóquio,Meguro
Dormitório
Sim
Vagas
120
O custo anual
13 mil
Ano de fundação
1988
Início do curso
Ja,Ab,Jun,Ou
Local
Tóquio,Shinjuku
Dormitório
Sim
Vagas
222
O custo anual
16 mil

( * Dormitório quer dizer que a escola indicam alguns dormitórios particulares aos alunos que frequentam às escolas.Ou seja, esses dormitórios não estão sendo administrados pelas próprias escolas. )

  Antes de mais nada, eu vou lhe avisar que essas escolas citadas acima não são melhores escolas de japonês no Japão.Acho que cada escola tem sua característica, pontos positivos e pontos negativos.Você não deve escolher uma escola por ela ser grande ou famosa.

  Aliás, cada aluno exige as coisas diferentes.Portanto,eu acho melhor você escolher a escola conforme seus critérios.Com certeza, não existe a maneira melhor do que consultar à algum brasileiro que já aprendeu japonês numa escola do Japão, já que ele sabe avaliar tudo do ponto de vista de brasileiro.

  Eu imagino que a grande maioria dos brasileiros pretende ficar no Japão durante 1 mês ou dois meses no máximo, tirando o visto de turista,cuja validade máximo é de 3 meses.O melhor é que muitas escolas oferecem curso intensivo e os alunos podem ingressar numa classe em andamento após a prova de avaliação da sua proficiência.Pelo que eu estou vendo, o valor para curso de 1 mês é a partir de 1100 reais e as escolas oferecem várias opções de apartamentos, cujos aluguéis é de 1200 reais.


  
  Na minha opinião,para estudantes brasileiros, entrar numa classe que começa em janeiro seria ideal, já que janeiro e fevereiro são meses que não têm aulas nas faculdades brasileiras.Fazer um curso de 1 mês numa escola que se localiza em tóquio para aperfeiçoar seu japonês e visitar pontos turísticos em tóquio nos finais de semana.Com o estudo de japonês durante um mês, você vai conseguir ter confiança no seu japonês e vai conseguir viajar pelo Japão mais tranquilo no segundo mês, de trem bala, aproveitando Japan Rail Pass.

  Segue a tabela, na qual mostra as despesas da viagem ao Japão durante primeiro mês.

Descrição
Custo
Passagem para Japão
5 mil
Mensalidade do curso
1100 reais
Estadia
1200 reais
Alimentação
1000 reais
Transporte
600 reais
Lazer
?
Compras ( Presentes )
?
Total
8900 reais + ?

  Caso você queira viajar pelo Japão no segundo mês, o custo total vai aumentar radicalmente, porque a hospedagem no hotel comum vai encarecer a despesa, a não ser que você pouse no hotel cápsula como eu já tratei num post.

  Ao 20 anos, eu fui viajar para Londres para “aperfeiçoar” inglês numa escola particular que ficava no centro de Londres.Hospedando numa casa de uma família inglesa que ficava na periferia de Londres,todos os dias eu ia à escola de metro bem lotado.Havia cerca de 15 alunos de vários países na classe.


  Bah!Como Indianos e Russos falavam inglês com sotaques muito fortes!!Eu não entendia quase nada do que eles estavam falando.E com certeza, eles também não entendia inglês falado por um japonês.Aliás,a única pessoa que entendia inglês de todos os alunos era professora.

  Eu duvido que o meu inglês melhorou graças ao estudo nesta escola, já que tinha pouca comunicação entre a professora e os alunos devido ao grande número de alunos na classe.Para piorar o cenário, os alunos não entendiam bem inglês dos outros alunos dos outros países devido aos sotaques fortes.

  A família inglesa que me aceitou como hóspede prestava esse serviço para auxiliar sua renda familiar, o que era bem comum entre os ingleses que moram na periferia na época.Isso significa que hospedar estrangeiros não era novidade, mas um negócio, diferente das famílias americanas que me aceitavam pelas puras interesses culturais como voluntários.A dona da família inglesa nem podia ir a farmácia por mim para comprar remédio porque tinha crianças pequenas em casa ,quando eu estava com febre alta.

  Talvez eu não tivesse sorte só.

  Pela minha própria experiência, eu gostaria de que você pesquisasse bem sobre a escola e o hospedagem antecipadamente.Hospedar numa casa de uma família é uma aposta no Japão também. Acertando isso, eu acredito que o sucesso da sua viagem ao Japão já é meio garantitdo.

  Espero que você tenha boa experiência no Japão, conhecendo japoneses legais e lugares maravilhosos.

  ;)


Comentários
9 Comentários

9 comentários:

cromagnon disse...

meu sonho era de trabalhar em qualquer coisa no japão, até de agente funerário valeria a pena hahahahha

josé disse...

Você já ouviu falar do método kumon pra aprender japonês? oque acha?

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
O ponto forte da escola de reforço Kumon é matemática.
O ensino de japonês no Kumon não é muito recomendável.
;)

Douglas disse...

Obrigado pela dica Yuki.
Comecei a estudar nihongo há um tempo (1 ano e 4 meses)e estou gostando.
Apesar do custo ser um pouco elevado, não é impossível e valeria muito a pena.


Tayzun Yamato disse...

E muito caro para alguns pessoas, principalmente para min o único método viável pelo menos para min, seria o concorre uma bolsa de estudos para um inter cambio no Japão sai muita em conta por que você concorrendo uma de pós-graduação você pode ficar la por ate 3 anos, e 1 ano só para o estudo de japonês, se bem que existe diversos métodos de se concorre uma o Ciência sem Fronteiras e a Bolsa de Estudo MEXT.

Julia disse...

Vou discordar de um citação: "não irá ver brasileiros nas escolas de nihongo talvez por isso aprendam mais" olha brasileiro no geral não estuda nada aqui….é muito mais fácil vc ver um peruano falando japonês que um brasileiro…..são poucos os que se esforçam e aprendem o idioma! Eu trabalho em uma empreiteira e posso dizer que 90% dos entrevistados mal sabem o básico….são um bando de folgados! Quando eu ia prestar os exame de proficiência eu raramente encontrava brasileiros e não entendia o porquê…..só depois entendi! São poucos os brasileiros que eu não tenho vergonha aqui…pq muitos nos envergonham começando pela falta de educação no trabalho, na separação do lixo, no trânsito….na vestimenta…..e é por isso que eu acho que o Brasil é assim! Falta respeito nas pessoas! Falta bom senso! E acho que quem vem ou vai a outro país no mínimo deva aprender o idioma e sua cultura!

Misae disse...

Olá,
Sou brasileira e estou estudando japonês em uma escola japonesa em Nagoya desde janeiro desse ano. As aulas são de segunda a sexta, tenho provas e tarefas todos os dias e caso eu não faça a tarefa, não permitem que eu assista a aula do dia.
No início me assustei um pouco com tanta rigidez, mas hoje, passados 6 meses, compreendo e concordo com esse método de estudo.
Em 6 meses passei no N4 com alta pontuação.
Essa semana iniciará um novo trimestre cujo objetivo é alcançar o N3.
Posso dizer que não é fácil, exige muitas horas de estudo fora de aula, não é barato, precisa de alguém para te "bancar" enquanto se está estudando ou ter feito uma boa economia, mas vale muito a pena. O retorno é certo.
Desde que entrei nessa escola, fui informada que sou a única brasileira. Nas duas turmas que estudei a maioria dos meus colegas eram chineses e coreanos.
A ausência de alunos brasileiros, acredito que seja pelos mesmos motivos que citei acima.

Calu disse...

Ola meus caros.
Morei em Osaka, frequentei aulas de japones ministradas por professores aposentados voluntarios. Uma vez por semana, 2 hrs de aula. Como nao tinha pressa, foi bom p mim. O preco era simbolico, muito barato, consegui tirar o N3. Se tivesse continuado, tentaria o N2, mas ainda pretendo faze-lor, mas so depois que me graduar na Universidade.
Eu tbem era a uncia brasileira do curso. Indiquei a alguns conhecidos que foram a algumas aulas e depois desapareceram.
Acho que a maioria so quer mesmo ganhar dinheiro e ir embora, por isso nao se interessam em estudar. Alguns tem vontade, mas a carga horaria de trabalho nao permite.
Como a Julia disse, se voce mora num pais estrangeiro o minimo que deve fazer e aproveitar para aprender a lingua e sobre a cultura. Para mim, nao adiantaria ganhar dinheiro e nao aprender nada. Cultura, informacao e muito importante. Eu falo e compreendo japones melhor do que amigos que viveram por mais de 20 anos no Japao, lamentavel!
Talvez o intercambio ou home stay ainda seja uma forma segura de ir a outro pais estudar. Geralmente essas familias tem certo nivel, nao e como na Inglaterra como Yuki citou. Pois eles tambem estarao enviando seus filhos para estudar fora. Agora e um bom momento de ascencao economica do Brasil, em que muitas pessoas estao interessadas em ter relacoes profissionaise para isso necessitam aprender portugues, entao e necessario aproveitar! Boa sorte!

Gabriela Pinheiro disse...

Pelo CSF existe 3 opções para estudar no Japão:

-Assistir as aulas em japonês( para quem já é fluente);
-Assistir as aulas em inglês (caso a universidade ofereça);
-Fazer o curso de japonês no Japão que tem a duração de um ano para poder assistir as aulas em Japonês (ou seja 2 anos no Japão).

Sendo essa ultima de inteira responsabilidade do bolsista aprender Japonês dentro de um ano, caso contrário voltará para o brasil.

-Você acha que um ano é o suficiente para uma pessoa leiga em japonês poder assistir aulas junto aos japoneses?
- Existe muitas universidades oferecendo aulas em inglês?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics