terça-feira, 10 de novembro de 2015

Como você cumprimenta pessoas de sexo oposto!?

  Ao caro leitor

  Como você cumprimenta pessoas de sexo oposto no primeiro encontro?

  Os brasileiros em geral costumam encostar suas bochechas nas bochechas da outra com quem estão cumprimentando,ne?


  No lado direito na primeira vez, e no lado esquerdo na segunda vez.Não sei qual lado tem que fazer primeiro.

  Aliás, para mulher casada, fazer duas vezes e para mulher solteira, fazer três vezes.

  Logo que eu cheguei no Brasil, um amigo brasileiro já me explicou sobre isso uma vez.No entanto, eu já esqueci isso há muito tempo.

  Para um japonês nativo como eu, como não há costume de ter contato físico com pessoa de sexo oposto no dia a dia lá, eu achei esse habito brasileiro meio constrangido.

  Podemos até apertar as mãos das outras no primeiro encontro.Só que dificilmente os japoneses fazem isso para as pessoas do sexo oposto.O máximo que a gente faz é só baixar a cabeça um pouco ( com sorriso ou sem sorriso ).

  Então, encostar sua bochecha na bochecha da mulher é muito além do nosso limite.Então, esse jeito de cumprimento é um ato muito envergonhado, apesar de ser um ato prazeroso.

  Se a mulher com quem dá cumprimento for linda,é melhor ainda. ( Eu dou  cumprimento brasileiro para qualquer mulher brasileira, independente da sua idade, sua aparência e qualquer outro fator, desde que a mulher prefira este modo de cumprimento. )

  No entanto, já aconteceu uma situação meio chata comigo algumas vezes.

  Por exemplo, eu estou junto com amigos brasileiros.Aí uma brasileira ou mais de duas vêm até nosso grupo e vão cumprimentando todos os homens daquele jeito brasileiro, como eu citei acima.

  Ao chegar a minha vez, percebendo que eu sou estrangeiro, ela fica confusa sobre qual jeito deve adotar.

  Tanto ela quanto eu ficamos sem jeito e aquela clima constrangida passa entre os dois durante uns segundos.

  Numa situação como essa, às vezes a gente aperta as mãos e nas outras vezes a gente acaba não fazendo nenhum cumprimento “oficial”.

  Sei que a grande maioria das brasileiras não tem má intenção em relação ao que aconteceu.E não estou criticando as atitudes delas.

  Mesmo assim, há caso em que eu me sinto discriminado, não por racismo. Para ser mais exato, eu me sinto excluído dos outros do grupo.

  Por que não trata todas as pessoas de mesmo jeito?

  Bom.

  O pior é a pessoa que nem se cumprimenta, ignorando minha presença,ou sem perceber minha presença.Acredito que isso acontece mais no Japão tanto com os homens quanto com as mulheres, infelizmente.

  ;)

Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Renan disse...

Gostei muito do seu poste mostrando seu ponto de vista de um estrangeiro.

Em resposta a sua pergunta "Por que não trata todas as pessoas de mesmo jeito?"

Meu ponto de vista que tenho, é que essa discriminação não vem de sua nacionalidade mais sim de sua insegurança de como cumprimentar, pois isso acontece com muitos brasileiros também que são muitos tímidos ou fechados a mulher sente essa sua insegurança na hora de cumprimentar, e quando alguma mulher te der um aperto de mão a puxe levemente pelo braco e lhe de um comprimento normal, não precisa ter medo você não está no japão.

E eu pelo menos nunca dou mais de um beijo acho meio gay(mas acho q varia de região pra região) ahshashasahsha

Espero que te ajude vlw xD

Anônimo disse...

interessante é que não é primeira vez que ouço falar sobre isso.
tinha um blog de uma brasileira que relatava que quando se reunia com vários amigos brasileiros, elas dizia que os brasileiros ao notarem que sua amiga que era japonesa, os brasileiros não a cumprimentavam com beijos, mas isso não era discriminação não era intenção fazer a pessoa se sentir constrangida, a intenção era justamente o contrario ou seja fazer a pessoa se sentir bem, pois como a maioria dos brasileiros sabe que os japoneses não gostam que toquem neles, os brasileiros evitavam tocar na japonesa justamente pra que ela se sinta bem confortável

Anônimo disse...

aqui no piaui tamos apenas dois beijo, não importar se é casada ou solteira, e damos beijo apenas se for num encontro entre amigos, ou quando vemos alguém que não vemos a algum tempo

Anônimo disse...

Aqui no Paraná é um beijo só e normalmente com pessoas que vc ja conhece, mas sempre tem exceções, depende da pessoa que está cumprimentando se ela quer dar beijo no rosto, beija a todos, e se não quisa.er cumprimentar com o beijo não precisa.

Érica Amaro disse...

concordo com um anônimo aí em cima, não é preconceito, sabemos que vocês não gostam de contato corpo a corpo com outras pessoas então não fazemos

Gabriela Pinheiro disse...

Entendo perfeitamente como se sente ... pois a questão é a da criação.
Eu mesmo sendo brasileira (capixaba), não me sinto a vontade cumprimentando desta maneira de beijinhos ... meu comprimento sempre foi na base do "Hey" ou no máximo aperto de mãos.

(Na verdade sempre me senti um peixe fora d'água no brasil em todos os termos, mas sempre respeitando o próximo e sua maneira de agir.)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics