segunda-feira, 25 de abril de 2011

No Japão é melhor receber auxílios do governo do que trabalhar?



  Há reajuste de salário mínimo todos os anos aqui no Brasil. Foi um termo estranho que eu não conhecia ao vir ao Brasil pela primeira vez em 1998.

  Segundo a informação na Wikipédia, o salario mínimo é o mais baixo valor de salário que os empregadores podem legalmente pagar a seus funcionários pelo tempo e esforço gastos na produção de bens e serviços.


  Ou seja, o salário mínimo é mensal.

  Quando eu vim ao Brasil em 1998, o valor do salário mínimo era de 120 reais. Porém, a medida que a economia brasileira crescia, esse valor veio aumentando gradativamente, incluindo também inflações.

Em 2011, o valor chegou 545 reais.

Será que existe o salário mínimo no Japão?

Teoricamente sim. Entretanto, o salário minimo não é mensal.

O que está definido a respeito pela legislação trabalhista é o valor minimo pago por hora de serviço, que varia conforme a província e área de serviço.

A média nacional é de 730 ienes por hora (equivalente a 14 reais).Calculando 40 hora de trabalho por semana, o salário mensal será de 116,800 ienes (equivalente a 2,236 reais).

Vocês acham muito? Não é não.

Seria muito difícil sobreviver só com esse valor, pois o custo de vida no Japão é bastante elevado.

O Japão é um dos país mais desenvolvido do mundo e era o segundo país do mundo em PIB até ano passado, quando a China superou o Japão.

Será que existe tipo bolsa família lá no Japão?

Sim. Existe vários tipos de auxílios govenomentais para quem precisa.

Sabem quantos beneficiados recebem?

O valor do auxílios varia conforme a situação da cada família e local onde beneficiados residem.

Dou lhes dois exemplos a seguir.

1.    Um soltéiro de 31 anos que reside em tokyo

O valor total será de 137,400 iens (equivalente a 2,630 reais)

2.    Uma família que tem 5 membros (marido com portador de deficiência de 41 anos,esposa gravida de 38 anos e dois filhos de 12 e 8 anos)

O valor total sera de 344,490 iens (equivalente a 6,595 reais)

 Como vocês percebem, o salário mínimo é menor do que o auxílio do governo. Em julho de 2010, esta contradição foi regsitrada em 12 províncias entre as 47 províncias do Japão.

 Quem trabalha duro ganha menos do que quem não trabalha.Não tem nenhum lógico aí para justificá-la.

Há auxílios do governo aqui no Brasil : Bolsa Família. Entretanto, o valor do benefício recebido pela família pode chegar R$ 242 no máximo.

Quem recebe esse auxílio do governo japonês precisa viver dentro da limitação estipulada pela lei. Por exemplo, eles não podem guardar dinheiro e precisam gastar tudo que recebem e não tem direito de ter bens,etc.

Mesmo assim, comparando com beneficiados que recebem mesmo tipo de auxílio do governo brasileiro, os beneficiados japoneses estão bem tratatados.O que é pior é o fato de que eles ganham mais do que quem trabalha 40 horas por semana com salário mínimo.

O número de família que recebe auxílio saltou de 585 mil em 1992 para 1 milhão e 148 mil em 2008, por causa da recessão economica no Japão.

Infelizente o mundo não é justo. Há muitas coisas que não fazem sentidos no mundo.

O que é ideal para mim é que todas as pessoas ficam empregados nas áreas preferidas servindo para sociedade,recebendo remuneração justa e necessária, com qual podem viver de nível que elas merecem.

   ;)
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Anônimo disse...

+ cara vamo supor q o japao ele faz para o povo e so para o povo nao como o governo brasileiro q rouba muito se parassem de roubar muito ate poderia ter um salario maior e o bolsa familia + ajudativo o problema e como cada governo administra o seu pais ,vamo supor a escola eu ja estudei no japao morei ate meus 8 anos la e a diferença dos 2 paises e muito grande , quando estudava la escola publica de boa qualidade (estudei em 3 escolas la , morei em gifu , toyama e osaka ) aki nem tanto e pouco investimento nas escolas , falta de professores e taus e cada um do seu jeito ne nem todos os paises tem um governo bom q investe pesado em sua republica , quando morava la minha mae ganhava 1500 ienes como massagista por cliente cada cliente 1 hora agente vivia de boa la ^^
vim pro brasil em 2003

yukipoa disse...

Obrigado por contar sua experiência pessoal.
Cada caso é cada caso.
Cada pais tem sua realidade.
Não temos como mudar isso de um dia para outras.
Entretanto,não podemos perder esperança.
Porque a esperança é o último que morre.
;)

Anônimo disse...

O Bolsa-família não é um complemento de renda. É uma ajuda provisória até o dependente conseguir algum emprego ou qualquer outro serviço remunerado mas infelizmente, aqui também o governo ignora completamenmte o propósito, já que há mais de 50 Milhões de brasileiros recebendo este benefício.
É difícil acreditar que 1/4 dos brasileiros estejam completamente desamparados
Qualquer um com mínimo de bom senso consegue enxergar motivos meramente populista-eleitoreiros pra manter o programa do jeito que está...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics