sábado, 16 de março de 2013

Por que os brasileiros não lêem jornais!?


  Ao caro leitor

  Você é assinante de algum jornal?

  Não!?Pois é.

  Muitos poucos brasileiros são assinantes de jornal,ne?Aliás,eu tenho impressão de que só os brasileiros de classe média alta ou classe alta são assinantes aqui no Brasil.

  Por outro lado,a grande maioria é assinante de algum jornal no Japão.

  Hoje eu gostaria de tratar sobre jornal neste post.

  Segue o ranking da circulação média de jornais no mundo em 2011.


Jornal
País
Volume
1
Japão
10 milhões
2
Japão
7.5 milhões
3
The Times of India
India
3.8 milhões
4
Japão
3.5 milhões
5
Cankao Xiaoxi
China
3.1 milhões
6
Japão
3 milhões
7
The Sun
Inglaterra
2.95 milhões
8
Bild
Alemanhã
2.9 milhões
9
Japão
2.8 milhões
10
Daiinik Jagran
India
2.75 milhões

  Como você vê na lista acima, entre os 10 jornais mais vendidos, 4 classificados são do Japão, liderado pelo Jornal Yomiuri com 10 milhões de exemplares!!


  Segue o gráfico no qual mostra a circulação média dos jornais no Japão nos últimos 12 anos.



  Como você vê no gráfico, o número de venda dos jornais no Japão está caindo gradativamente.A maior razão para isso seria a divulgação de internet.

  Mesmo nessa situação desfavorável para jornais, vende-se mais de 47 milhões de exemplares por dia no Japão.É o número surpreendente tanto para os brasileiros quanto para quaisquer pessoas do mundo,ne?

  Dividindo pelo número de famílias no Japão,uma família assina 0.88 jornal em média.Ou seja, quase todas as famílias japonesas assinam pelo menos um jornal.

  Por isso,existe uma profissão como entregador de jornais aos domicílios dos assinantes.Há agências de vendas dos jornais espalhados no Japão inteiro.E muitos jovens japoneses trabalham nessa agência para conseguirem ganhar salários, com quais eles conseguem estudar nas universidades ou nas escolas técnicas,sem contar com ajuda financeira dos paises.


  Dizem que hoje em dia principalmente os jovens japoneses não assinam jornal nem possuem televisão e telefone fixo,pois eles conseguem obter as informações necessários por meio de smartphone ou notebook ligado à internet.


  Eu imagino que isso é verdade e eu faria o mesmo se morasse como um jovem no Japão agora, com o objetivo de diminuir a despesa na vida cotidiana.Portanto, a tendência de queda da venda do jornal é permanente e acho difícil mudar a situação atual.

  No Japão, publica-se jornal duas vezes por dia : edição martinal e edição vespertino.

  Quem é assinante recebe edição martinal em casa mais ou menos às 6 horas da manha e recebe edição vespertino mais ou menos às 4 horas da tarde.

  Na edição martinal, inclui várias propagandas das lojas da região onde assinantes moram.É a marketing mais eficaz para lojas locais, pois eles consegue distribuir suas propagandas para a grande maioria dos moradores da região.Por outro lado, o editor do jornal também desfruta dos benefícios, pois consegue ganhar comissão com isso.


  Quando eu era criança, eu não lia as notícias no jornal.Eu lia Manga que qualquer jornal tem como mostra a seguir.


  Além de Manga, eu lia notícias de esportes e sempre dava uma olhada na tabela de programas de TV para eu decidir quais programas eu assisitr naquele dia. E eu dava uma olhada nas propagandas.

  Como jornal enriquceu meu conhecimento,ne? Risos.

  Para grande vergonha minha, eu só começei a ler jornal aos 21 anos, pois eu fiquei sabendo que conhecimentos em geral inclusive problemas sociais que saem no jornal vão ser questinados tanto na prova escrita quanto na entrevista aplicado pelas empresas, na hora de procurar empregos.


  Por outro lado, a circulação média de jornais no Brasil em 2011 era de 4.4 milhões de exemplares diários,número considerado recorde nos 50 anos de existência do Instituto Verificador de Circulação – IVC.

  Segue o ranking dos jornais mais vendido em 2010.


            Jornal
Estado
Volume
1
Super Notícia
MG
295.701
2
Folha de S.Paulo
SP
294.498
3
O Globo
RJ
262.435
4
Extra
RJ
238.236
5
O Estado de S.Paulo
SP
236.369
6
Zero Hora
RS
184.663
7
Meia Hora
RJ
157.654
8
Correio do Povo
RS
157.654
9
Diário Gaucho
RS
150.744
10
Aqui
MG
125.676

  Comparando com a circulação média de jornais no Japão, a mesma é menos de um décimo!!!Que diferença enorme!!

  No entanto, isso não reslutou nas diferenças intelectuais entre dois povos, pois exisite muitos japoneses que não lêem jornais como deveria, como eu! Não adianta só comprar jornal desde que não leia ele.

  Aliás, ler notícias no jornal só serve para aumentar nosso conhecimento em geral.O que nós precisamos é entender os casos e interpretá-los do nosso jeito.Ou seja, nós precisamos aprender a pensar e ter própria opinião sobre vários assuntos, o que deixa a pessoa mais sábia.

  Eu estou arrependido de não ter lido jornais e livros na minha juventude, apesar de ter condição plena de acessar ao esses veículos de comunicação.

  Se você é leitor jovem por acaso, eu lhe aconselho a ler jornal ou livros que trata de divérsas áreas quando ainda é jovem,pois é desta maneira que você será um adulto diferenciado no mercado de trabalho no futuro.

  Que tal começar a ler pelo menos uma notícia por dia, que te interessa?

  Se continuar fazendo isso, você será pessoa diferenciada quando chegar na idade adulta.

  ;)

 
Comentários
17 Comentários

17 comentários:

FernandoSC disse...

Estranho. Aqui na minha cidade do interior de Santa Catarina eu tenho a impressão de que todo o mundo lê jornal. Por exemplo, em toda a lanchonete tem cópia do jornal da região para os clientes lerem enquanto comem.

Além disso, eu, pelo menos, frequento vários sites de notícias.

Mayara disse...

Como o fernando comentou, também tenho esse tipo de imprensão, vejo bastante gente comprando jornal.
Moro numa cidadizinha pacata no estado do RJ, no qual pelo menos vejo umas 10 pessoas com jornal na mão todo dia, no mínimo.
As pessoas por aqui tem costume de comprar jornal mais no domingo, já que é um dia de descanço, e nada melhor do que ficar em casa, lendo um jornal ou vendo tv.
Bem interessante esse post, nunca tinha parado para pensar muito nesse tipo de coisa.

Anônimo disse...

Legal o post, mas da próxima vez faz um post apresentando soluções para o problema, já não aguento mais posts q só reclamam e n apresentam soluções!
Brasileiro é assim vive denunciando e reclamando, como se isso fosse suficiente.
Vcs n pensam e n postam q o Brasileiro leva uma vida miserável, q acorda 3, 4 horas da manhã para trabalhar e sustentar sua familia e volta para casa de noite. O Brasileiro não tem acesso a NECESSIDADES BÁSICAS! Depois disso vc quer q ele seja culto?. É obvio q isso n acontecerá c o país continuar nessa situação. Temos q denunciar esse governo hipócrita e corrupto q aliena o povo Brasileiro!!!

Rick disse...

Brasileiro lê muito pouco seja lá que tipo de leitura for. O brasileiro, o grosso da população,é constituído por analfabetos totais e funcionais e com essa tal de 'progressão continuada' a tendência é piorar cada vez mais...
Trata-se de um povo ignorante e inculto que só dá valor para futebol,carnaval e pagode.
Desculpem-me, mas verdade seja dita...

Anônimo disse...

Acho que o jornal impresso vai continuar a cair, cada vez mais as pessoas procuram por noticias na internet.

Eu vejo noticias pela internet, mas no trabalho sempre leio o jornal impresso.

Anônimo disse...

Não sai nos jornais de SP como ta a saude,segurança e educaçao no RS

Tayzun Yamato disse...

O brasileiro quase não tem afinco pela leitura, o povo parece que não tem vontade de ler nem se pagarem pra lerem.

Cromagnon disse...

Quanto ganha entregador de jornal no japão? qual é a carga horaria deles?


aqui pelo menos na minha cidade acho que nunca vi um hehehehehe

Anônimo disse...

Brasileiros lêem mais revistas semanais. A Veja, por exemplo, vende 1.098.642 exemplares por semana.
Eu quase não compro jornal também, gasta muito dinheiro. Prefiro ver as notícias na internet e no Jornal Nacional (que tem uma audiência enorme--os jornalistas são celebridades aqui)

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
O entregador do jornal ganharia 2 mil reais, entregando duas edições de manhã e tarde.
Caso ele consiga ganhar mais assinantes, ele receberá comisão.

Cromagnon disse...

O que o anonimo falou foi bem lembrado, aqui as revistas de noticiais vendem muito bem e fora os dados oficiais também existe a compra pelo "sebo" que é uma especie de livraria/banca de produtos usados; o sujeito compra a revista no sábado, no domingo/segunda ele já vende pro sebo que vai vender logo em seguida pela metade do preço, o novo comprador vai ler a revista por um valor muito mais baixo com apenas 1-2 dias de atraso...alguns universitários só compram livros e revistas dessa forma por sair tudo muito mais em conta.

Anônimo disse...

por falar em midia por q a globo nao coloca japa na novela?

Saulo disse...

No Japão o uso de bicicletas é algo comum? Existe respeito por parte dos motoristas? Existem ciclovias?

Em minha cidade existem muito poucas pessoas que andam de bicicleta, tudo bem que o terreno não é muito plano mas existem marchas, e os motoristas não tem respeito com ciclistas.
Como exemplo disso, na minha escola estudam em torno de 500 alunos no turno matutino e no estacionamento temos menos de 20 bicicletas, fora os professores que só andam de carro e moto.
Eu comecei a andar de bicicleta no final do ano passado porque não aturava mais meu pai me carregar(algo que eu nunca pedi, fazia muito tempo que eu tentava convencer à ele me deixar pedalar), até hoje só tive um acidente e foi por causa de falta de respeito por parte de um motociclista, passei a gostar muito de andar de bicicleta pois me deu a liberdade de ir e vir quando bem entendo sem depender de outros.

Seu blog é muito legal, li vários dos seus posts apesar de não ter comentado.

yukipoa disse...

Obrigado pela pergunta.
O uso de bicicleta é muito comum no Japão.
Os motoristas de carro respeitam quem anda de bicicleta também.
;)

Moonway disse...

É engraçado. O brasileiro fica tudo na defensiva em todo artigo de opinião publicado aqui. Enfim, venho acompanhando seus posts à algum tempo. Gostaria de saber sua opinião sobre o caso da Minami Minegishi, porque eu estou dividida entre opiniões, e já que eu não penso como japonês, talvez você tenha um ponto de vista diferente. Agradeço =^.^=

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
Ela não precisava raspar cabelo só por ter relacionamento com um homem.
Para mim, isso parece um tipo de marketing para conseguir divulgar seu nome mais ao público geral.
;)

Calu disse...

Acho que no poste vc citou uma das causas, so familias de classe media leem jornal. A maior parte da populacao brasileira e de pouco poder aquisitivo, nao tem ocndicoes de fazer assintaura de jornal, p essas familias a prioridade e alimentacao, o jornal passa a ser um luxo.
Eu nunca assinei jornal, nao tinha condicoes. Qdo morava no Japao nao adiantaria pois nao poderia ler, entao sempre me mantive informada pela Internet. Acho ate que na internet ha menos controle sobre a informacao; jornais e programas televisivos sao amparados por sponsors, patrocinadores e por isso tem que limitar as informacoes que nao prejudique seus patrocinadores, entao existe muito filtro com relacao ao que vai ser falado ou escrito. Na internet, nao ha necessidade de patrocinio. Quem tiver alguma informacao pode dividir com as pessoas, entao ha uma gama maior de possibilidades. So e preciso tomar cuidado, pois tambem ha muita informacao equivocada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics