domingo, 20 de maio de 2012

O Japão está preste a quebrar que nem Grécia!?

  Ao caro leitor

  Você tem acompanhado a notícia sobre a crise financeira da Grécia!?

  Este problema não está afetando só os países da Europa mas também todos os países do mundo inclusive o Brasil e o Japão.

  Entretanto, você sabia que o problema financeiro do Japão é mais comprometido do que o da Grécia???

  Como o PIB do Japão é mais ou menos 12 vezes maior do que o da Grécia,  se acontecer o mesmo tipo de problema no Japão, o impacto sobre a economia mundial deverá ser muito maior.

  Aliás, muitas economistas estão alertantado que a moratória pode acontecer no Japão em qualquer momento.

  Antes de mais nada, vou lhe mostrar como a dívida do país tem aumentado nos últimos 30 anos através da seguinte figura.


  Em 1982, o governo japonês tinha "só" 100 trilhões de ienes de dívida acumulada ( equivalente à 2,2 trilhões de reais ). Contudo,com o passar do tempo, a dívida total foi aumentando e chegou perto do patamar histórico de 1000 trilhões de ienes em 2012.

  Então, vamos ver como é o balancete do governo japonês agora.Resumindo o balancete, fica assim mais ou menos.

  • O valor total do imposto arrecadado :  40 trilhões de ienes. 
  • O gasto total do governo                   :  70 trilhões de ienes.

  Ou seja, 30 trilhões de ienes estão faltando para equilibrar a balança.

  Nessa condição, quais medidas o governo japonês tomava até agora?

  Entre tantas medidas que o governo adotava, a medida que ajudava mais o cofre nacional era emissão dos títulos do governo. Com isso,consegia arranjar mais 30 trilhões de ienes. Dentre esse valor, 20 trilhões de ienes eram destinados para pagar os títulos emitidos no passado.

  Deu para entender a gravidade do problema financeira do governo japonês,ne? A dívida do Japão vem aumentando como se fosse a bola de neve descendo a montanha!!

  Então, como é a situação da economia japonesa comparando com outros países desenvolvidos?

  A figura embaixo mostra proporções das dívidas em relação aos PIB.


  Como você pode se notar, o valor total da dívida do governo japonês ( cerca de 100 trilhões de ienes ) é quase dobro do PIB ( cerca de 54 trilhões de ienes ).

  Como as proporções dos outros países desenvolvidos tais como Estados Unidos, Inglaterra ficam na patamar entre 50 e 70 % do PIB, ( exceto Itália que fica no patamar de 120 % ), o índice do Japão é extremamente alto!!

  Tudo isso está indicando que o Japão está preste a quebrar que nem Grécia.

  Mesmo nessa situação, ainda há vários economistas insistindo que o Japão não vai quebrar pelas seguintes razões.
  1. Dizem que há 1400 trilhões de ienes de bens individuais no Japão. Contanto que este valor seja maior do que a dívida acumulada, o Japão não vai se quebrar.   
  2. Mais de 90 % das pessoas que compraram títulos do governo é povo japonês e entidades japoneses tais como banco e empresa de seguro. Portanto, diferentemente da Grécia que tinha muitos compradores dos títulos nos exteriores, contanto que o governo japonês garante as credibilidades dos títulos aos japoneses, não há possibilidade de Japão quebrar.
   Ao meu ver, essas justificativas são meios furadas.

  O governo japonês pode manter o sistema financeiro em funcionamento mais alguns anos. No entanto, caso não tome nenhuma providência radical, cedo ou tarde, o Japão vai se quebrar.

  Aliás, quantas vezes o Japão trocou primeiro ministro na última década!? Por acaso, algum primeiro ministro consegiu converter a situação miserável do Japão adotando políticas adequadas!? 

  O sistema que nós construímos sempre fica obsoleto com o passar do tempo. É necsssário atualizar ou reformular o sistuma de tempo em tempo conforme a situação. Senão, fica tarde demais.

  Sinto muito, mas eu acho que o Japão já passou a fase na qual ainda podia se recuperar por “cirurgia”. Infelizmente o Japão já está no UTI. A única coisa que nós podemos fazer agora é só esperar o Dia X chegar.

  Para nós termos menos prejuízo no Dia X, nós devemos tomar devidas providências individualmente com a intenção de diminuir o nosso risco. 

  •   Guardar o dinheiro nas contas de vários bancos, inclusive a conta no banco do exterior.
  •   Comprar imóveis tanto no Japão quanto no exterior.
  •   Comprar ouro ou diversos tipos de ações.

  Eu vi um programa de TV, no qual relatava que muitos japoneses da classe média já estão fazendo essas coisas citadas acima......

  Eu imagino que a economia japonesa vai se recuperando depois que o Japão se quebrar. É uma coisa de natureza mesmo.

  E você?

 Você acha que o Japão vai se quebrar um dia?

 ;)


Comentários
18 Comentários

18 comentários:

Anônimo disse...

Não tem jeito, melhor país do mundo é o Brasil.

Anônimo disse...

É o fim do mundo chegando?
kkkkkkkk
o se o japão entrar em crise vai sair dela rapidinho ;)

Anônimo disse...

Se os japoneses não conseguirem sair da crise, ninguém mais consegue. Só espero que crises do tipo não despertem intolerância contra imigrantes, afinal, eles pagam imposto como qualquer outro cidadão...

Roni disse...

Já tinha lido alguns meses atrás (Wikipidia) que a divida externa do Japão era a maior do mundo, sendo de 200% do PIB (a do Brasil é 60%). Mas isso só realmente não diz muita coisa. Se a divida não for em moeda extrangeira o impacto é muito menor, e também a taxa de Juros no Japão é de 0,1% (se não me engano), enquanto que no Brasil esta por volta dos 8%, (ja chegou perto dos 15%)... Isso conta muito também. Contudo essa questão do déficit é bem perturbadora, eu nunca tinha ouvido falar que era tão grande o desbalanço das contas no Japão... Mas você sabe informar como andam essas contas no decorrer dos ultimos anos? Porque, se for algo muito recente, ou se estiver com tendência de equilibrio no futuro, a situação é mais tranquila. Se não, o negócio ta complicado mesmo ^^.

Mitsuo disse...

Acredito eu que se o Brasil não tivesse vendido algumas estatais o negócio tava bem pior. Mas só tampou alguns buracos né, eu acho que pelo menos privatizar acaba com as tetas mamárias do governo, cabide. E também tava mal administrado, como a Telebrás, as rodovias, a Vale do rio doce etc.. Estatais não pertencem a população e sim aos politicos corruptos. Já já vendem a Petro e o BB.

E no Japão? adiantaria privatizar e aumentar os impostos para diminuir o saldo negativo?

Anônimo disse...

crise mundial vai longe

yukipoa disse...

Obrigado pelos comentários.
O governo japonês já privatizou a empresa de trem e o correio.
Os objetivos de cada um eram diferentes e não era para melhorar o balancete.
Aumentar impostos não vai ser a solução mais, pois já é tarde demais.
;)

Anônimo disse...

Mas a Grécia é diferente, tá na zona do euro, e há interesse em manter ela. Não irá voltar p/ o dracma.

O pior é o povo que tem q pagar com o aumento dos impostos as merdas dos governantes.

Agora já tão começando a falar na Espanha, Itália e França. Essa crise tem chão ainda, agora se o Japão for p/ o buraco tbm, ae fudeo de vez. Começou com o mercado imobiliário dos Eua e virou uma bola de neve.

Anônimo disse...

No Japão o correio serve de banco não é? Depositar o dinheiro, pagar as contas? Não sei se é verdade.

@arit4 disse...

もし、それが起こるならぼくはまずいよ、来週日本へ出発。やばいSe isso for verdade estou em maus olhares rs, estou indo pro Japao semana que vem!Perigo.

Falkenheyn Shigue disse...

Para os dekaseguis(imigrantes)de plantão é uma péssima noticia,esses politicos japoneses so sabem se pendurar uns nos outros e fogem das responsabilidades,o rojão sempre sobra pro povo que luta diariamente pra pagar mais e mais impostos,sinto vergonha por essa situação....lamentavel!

Guilherme disse...

Sim, a situação econômica mundial é gravíssima em vários países e ninguém irá escapar quando essa grande crise vier.

Porém, existe um motivo por trás disso: o sistema bancário é totalmente fraudulento. Todo dinheiro é criado na forma de dívida, portanto tem que ser pago de volta, com juros. Tornando isso impossível, daí a dívida absolutamente IMPAGÁVEL de todos os países que tem um banco central. Como é o caso do Japão, EUA, Brasil.

Eu recomendaria ABSOLUTAMENTE que você assista um excelente documentário que explica muito bem tudo isso, chama-se Money as Debt (traduzido no YouTube como Dinheiro como debito). Nossa dignidade e vida estão em jogo.

Anônimo disse...

o Brasil não está em crise,está melhor do que nunca...antes de por informações analise o que escreve ;D

Anônimo disse...

Acho q só o Sr Anônimo acima não percebeu que a crise mundial afetou o Brasil tbm..

A verdade é q agente continua mandando matéria prima e comprando manufaturado desde a época de colônia.

E qdo param de comprar matéria prima, agente se fufu.

Olha qto tá valendo a folha da Petrobrás, 18,xx reais, antes da crise valia mais de 50 reias, bem mais q o dobro.

A Usiminas valia quase 50, agora ta 9,16 reais, mais de 5 vezes.

Anônimo disse...

eles ja aplicaram algumas regras aos trabalhadores para poder aumentar a arrecadação de impostos.. mas acho que logo logo estoura tudo por lá.. o primeiro ministro nao esta conseguindo aprovar as leis, por este motivo eles acabam saindo.

Anônimo disse...

Yuki, o seu país corre risco sério de quebrar sim e não acredito que haverá recuperação, pois não é apenas o fator econômico, são vários como esse da natalidade..Do que você disse aí, uma das melhores opções é imóvel no exterior. Os governos quando passam por problemas assim, tendem a aumentar os impostos, o que não vai adiantar mesmo.


Na França, Hollande resolveu taxar a classe mais alta em 75% e o que ele está conseguindo é fuga desses empresários, até mesmo comerciantes médios que estão indo para outros países. Quanto a industrias, vejo mais e mais investimentos de empresas japonesas fora do Japão. Não duvido que daqui a uns anos, vários japoneses deixem o país para residir em outros.

kurtvanhalen disse...

Infelizmente os estados inchados tendem realmente a se quebrar...mas o Japão tem um histórico de honrar suas dívidas, e o Iene é forte.

Ser inflexível e ter um estado inchado te deixa com duas opções: assistir a uma deflação-recessão por uma fuga nos negócios e dificuldade de produzir mais ou vc pode ficar imprimindo papel pra inflacionar e criar um falso crescimento. No primeiro caso a situação está ruim e vai ficar visível. No segundo vc coloca uma armadilha que tende a ferrar tudo no futuro. Em algum momento vai ter a chamada estagflação (anos 70). No fim restará aceitar a recessão ou causar uma hiperinflação - ambas vão gerar um desconforto enorme.

Só a flexibilização nas leis trabalhistas, redução de impostos, incentivo a empregos no setor privado e cortes vão conseguir frear o ciclo. Claro que ngm vai gostar do que vê...austeridade necessariamente implica em um mal estar generalizado. Isso aumenta o risco de uma tomada de poder por algum grupo totalitário - que certamente não vai resolver nada, só concentrar mais poder.

Anônimo disse...

Coitado de quem afirmou que o Brasil não está em crise...
A crise já estava se desenhando desde 2011 quando Dilma tomou posse e nada fez pra estancar os rombos nas contas, muito pelo contrário, gastou ainda mais e deixou que destruissem as estatais.
A essa altura ele deve estar empunhando uma bandeira gritado "Fora Temer" e "Eleições diretas já!". Lamentável...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics