sábado, 22 de setembro de 2012

Como aumentar nosso vocabulário!?

  Ao caro leitor

  O que você acha que determina o nível da proficiência de idioma estrangeira de um aluno?

  Eu não tenho menor dúvida de que o fator mais importante é o número de vocabulário.

  Porque, no maioria dos casos, quem sabe todos os significados das palavras usadas para uma frase entenderá o significado da frase, mesmo que ele não saiba gramática bem.


  No entanto, caso um aluno não se sabe significado de só uma palavra numa frase, mesmo que ele tenha conheimtnentos gramaticais utilizadas nessa frase, ele nem consegue deduzir o significado da frase mesmo no contexto.

  É logico que aprender gramática é extremamente importante sem dúvida.

  Só que, querendo ou não querendo, não podemos deixar de aumentar nosso vocabulário com a intenção de melhorar nosso nível de proficiência de língua estrangeira.

  Então,como você aumenta seu vocabulário? Escrevendo novos vocabulários várias vezes, lendo centenas de textos, ou há outro jeito melhor por acaso?

  Quando eu estudava inglês na minha juventude, eu fazia cartões de vocabulários ( 単語カード ), que podia comprâ-las nas lojas de materias escolares, como mostra a foto a seguir.


  Eu escrevia uma palavra em inglês na frente da cartão e o significado dela em japonês no verso dela e fazia a mesma coisa para os demais vocabulários novos.

  Ao conseguir juntar certo volume de cartões, eu começava a utilizá-las para memorizar esses vocabulários novos. Em primeiro, eu olhava a palavra inglesa escrita na parte frente da cartão e precisava dizer o significado em japonês.

  Quando eu acertava o significado da palavra, eu tirava essa cartão e separava as cartões acertadas das erradas.Depois que eu respondia às todas as perguntas, eu fazia mesma coisa só para cartões erradas e seguia mesmo processo até acertar todos os vocabulários.Acertando tudo, eu repetia todo processo desde início.

  Era um método bem permitivo.Porém, isso funcionava muito bem.A única desvantagem neste método era o tempo para fazer centenas de cartões.

  Para quem quer economizar o tempo, recomenda-se o seguinte livro para memorizar vocabulários importantes e básicos.

  Na época em que eu estudava para vestibular no Japão, havia um livro consagrado sobre vocabulário de inglês entre os vestibulandos, que se chamava de 出る単  ( que significaria “vocabulários que caem no vestibular” ).


  Uma editora fez levantamento sobre todas as provas de inglês aplicadas nos vestibulares ao longo dos últimos 10 anos e classificou 3000 palavras mais usadas nos vestibulares conforme os números dos usos nas provas.

  Foi um livro indispensável para qualquer vestibulando no Japão na época. Apesar de que era um livro bem eficaz, como todos os vestibulandos sabiam os vocabulários desse livro, precisavam estudar outros vocabulários com outros livros para conseguir tirar notas melhores do que as outras.

  Bom. Você já ouviu falar um termo : 忘却曲線 ( a curva do esquecimento ).


  A curva na figura acima mostra quanto um ser humano vai esqecendo as coisas que já memorizaram com o passar do tempo.

  Vamos supor que você decorou 100 palavras agora.Pela teoria, você esquecerá 50 palavras daqui a 4 horas, 70 palavras daqui a 24 horas e 80 palavras daqui a 48 horas.

  Como a gente esquece tantas coisas em pouco tempo,ne??

  Para não esquecer as palavras memorizadas, é melhor fazer revisão 24 horas depois ou 48 horas depois do estudo. Fazendo essa revisão, dizem que essa memória continua permanecer mais ou menos durante 1 semana sem esquecer a grande maioria das palavras já decoradas.


  Que legal,ne? E, ao mesmo tempo, nós reconhecemos a importância da revisão.

  Faz muito tempo que eu decorei as palavras em português desta meneira, pois é muito sofrido.Infelizmente eu me tornei uma pessoa muito preguiçosa.

  De 5, 6 anos para cá, eu venho aprendendo novos vocabulários ouvindo rádios e lendo textos sem consultar significados das palavras no dicionário.Ou seja, eu “entendia” palavras novas no contexto, associando uma palavra a cada situação.Porem, nunca soube a tradução certa em japonês.

  Isso não é maneira errada de aprender vocabulários novos. Contudo, o rítimo da aprendizagem fica extremamente lento.

  Infelizmente não tem como aprender sem sofrimento.Se quisermos melhorar nosso nível de proficiência de um idioma estrangeira, nós precisamos memorizar certos números de vocabulário, sofrendo...

  Hoje eu gostaria de lhe recomendar um software livre, com qual você pode memorizar o que você quiser, além de vocabulário.

  Eis Anki, que significa memorização em japonês.


  Eu não vou explicar sobre o uso deste software aqui.

  Entretanto, o que é bom neste software é que ele pode lhe questionar sobre aquelas palavras, em momento adequando, que o usuário esquece com mais facilidade

  Usando este software de maneira adequada, eu acredito que vou poder aumentar o meu vocabulário, com o qual eu posso melhorar o meu post neste blog.

  Eu recomendo este software para quem quiser aprender ideograma.

  Que tal sofreremos juntos!!

  ;)


Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Hugo Luiz disse...

Realmente, hoje meu nível em inglês é graças as jogatinas em servidores internacionais, a interação com os nativos da lingua aliada aos usos das palavras, com o tempo determinou o aprendizado, depois disso só foi aplicar a gramática e dicção para pegar a fluência.

Ótimos posts como sempre, t+

Lucas Quim disse...

Sabe, eu quase nunca procuro palavras desconhecidas no dicionário. Tento "descobrir" o significado pelo contexto: se a palavra for importante, ela consequentemente aparecerá novamente, se não, eu nem me preocupo muito. Aprendi inglês e espanhol assim, e agora estou tentando fazer o mesmo com o russo – em menor nível, claro. Talvez não dê certo, em vista que o russo é uma língua com a gramática muito pesada, cheio de declinações nominais, aspectos, e alguns afixos sacanas que podem complicar muito o significado da palavra. A parte ruim disso tudo, como você falou, é a incapacidade de conhecer o termo na língua materna. Eu me enrolo todo quando tenho que traduzir algo (leia textos técnicos) em outra língua para alguém. Quando a coisa fica muito feia, faço uso de circunlocução – aí, por exemplo, se o termo em na outra língua é "rosa" e eu não conheço o termo em português, eu falo "aquela bela flor vermelha cujo caule é se ramifica em espinhos pontiagudos" Hehe. Outra coisa que piora esse hábito feio é o fato de eu usar dicionários monolíngues, que ajuda no final das contas ajuda mais do que atrapalha.

André Brandão disse...

Já conhecia o método dos cartões de vocabulários, apesar de nunca usar. É como o Hugo Luiz disse acima, aprendi inglês nos jogos (começando na década de 80) e após fiz alguns cursos e procurei sempre estar em contato com a linguagem, para não esquecer. Acima de tudo, não importa o que for utilizado para aprender um novo idioma, desde que se tenha força de vontade, o resultado virá naturalmente.
Assim como foi o seu caso.
Como sempre, foi um ótimo post. E espero que esteja curtindo a minha amada cidade Porto Alegre.

Mario disse...

Eu não podia falar Inglês, até que eu consegui um emprego em uma empresa multinacional onde eu fui forçado a aprender a língua. Então eu comecei a tomar aulas de inglês e agora falo perfeitamente. Eu gosto de aprender línguas!

Adriano T Cardoso disse...

ユキ先生、こんにちは!!
3月前、外国にいました。おもしろい本日本語でを見ました。compreensão de textoについて。。。先生はいい本知っていますか?もし良かったら、教えてください

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
Infeleizmente eu não tenho nenhum livro para te recomendar no momento.
;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics