quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Realmente você quer ser tradutor mesmo!?

  Ao caro leitor

  Eu estudei chinês numa escola particular logo depois que eu me formei na universidade.

  Um ano depois eu fiquei sabendo que uma das 5 colegas da turma faziam o trabalho de tradução.


  Aí eu ficava com inveja dela, pois eu achava isso máximo.

  “Eu faço tradução de chinês”

  Você nem pode imaginar quanto eu queria dizer essa frase para alguém!!

  Na época fazer tradução parecia uma coisa de pessoa super inteligente para mim.Além do mais, pode ganhar dinheiro por isso.

  Contudo, eu tinha seguintes dúvidas.

  • Como é que ela arrumou esse trabalho!?
  • Estudando durante mesmo tempo que nem as outras colegas, como é que só ela é capaz de fazer tradução!?

  Eu nem cheguei a perguntar sobre detalhe de trabalho para ela tanto por vergonha quanto por rivalidade que eu sentia para ela.

  Então, eu não sei as respostas dessas dúvidas ainda hoje.

  Enfim, 10 anos depois, por incrível que pareça, eu recebi a proposta de trabalho de tradução de português.E desde então, eu tenho feito tradução de vez em quando.

  Quando eu estudava chinês, eu jamais teria imaginado que eu faria tradução de português para japonês um dia.

  Apesar de não ter realizado o sonho de fazer tradução de chinês, eu consegui realizar o meu sonho em outro idioma!!

  No início, eu tinha mais preocupação do que prazer, pois eu achava que a minha tradução não estaria no nível que satisfaria cliente.

  Então, eu queria escolher trabalho para não arriscar. Só que eu tinha que aceitar trabalhos mesmo achando que o nível do texto é além da minha capacidade.

  Tendo muitas dúvidas sobre texto, eu precisava esclarecer minhas dúvidas uma por uma perguntado às colegas brasileiras, para que a tradução fique com menos erros possíveis.

  Encarando os trabalhos desta maneira, eu ia aprendendo português cada vez mais.

  Aliás, como eu era e sempre fui muito preguiçoso, eu não estudava português tão seriamente no dia a dia. Então, trabalhos de tradução me proporcionavam grandes oportunidades para eu dedicar ao estudo de português.

  Ou seja, eu aprendi português trabalhando....É o melhor jeito de um preguiçoso aprender alguma coisa,ne?

  Fazendo traduções há mais de 10 anos, eu não acho trabalho de tradução legal mais, como eu pensava no Japão.

  Como precisa prestar atenções a cada detalhe, eu acho que é um trabalho muito cansativo.E não existe tradução 100 % correta.Se fosse um contrato ou algum documento importante ( apesar de que não pode ter erros em nenhum trabalho), não pode traduzir errado, o que me deixa muito tenso.

  Além do mais, há prazo para entregar o trabalho para clientes.

  Se você tem vocação para língua, tudo bem.Uma pessoa que não tem vocação para isso como eu sofre bastante, embora isso seja boa oportunidade para melhorar meu português.

  Cada vez que eu recebo trabalho, eu me sinto como se fosse um aluno que recebeu tema de casa difícil por parte do professor.

  Na tradução, você tem que traduzir conforme o que está escrito no texto.Você não pode interpretar do seu jeito preferido nem pode manifestar sua opinião.

  Por outro lado, escrever um post no blog é bem diferente de trabalho de tradução.Você pode escolher qualquer tema que te interessa e pode escrever qualquer opinião sua de seu jeito preferido, já que não recebe nada com isso....

  Eu não estou dizendo que o trabalho de tradução é pior do que escrever post no blog e nem estou dizendo contrário.O que queria dizer é que cada um tem suas vantagens e desvantagens.Caso você escolher tradutor como sua profissão, você tem que gostar disso além de precisar de uma capacidade mínima para sua função.

  Eu quero fazer um pouco de cada, pois eu sou indeciso.

  ;) 


Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Álvaro Tavares disse...

Gostei do post.
Eu estou traduzindo um anime para o português e sei bem as dificuldades que quem traduz passa. No meu caso eu tenho sorte, porque não é um trabalho sério e eu tenho liberdade para escrever algumas coisas sem muita precisão. Mas mesmo assim eu fico preocupado se o que eu escrevi está perto o bastante do que os personagens queriam passar, se quem vai assistir não vai achar estranho.
Mas até agora é um trabalho que está me dando muito prazer, além de melhorar meu japonês.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics